Notícias Aplicativos e Software

MacBook com Apple M2 já pode rodar Linux graças à distro Asahi

Asahi Linux é atualizado e ganha suporte a Macs com Apple M2; Mac Studio com M1 Ultra também se torna compatível com a distro

Bruno Gall De Blasi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Asahi Linux chamou a atenção por ser a primeira distribuição de Linux para Macs com M1. Agora, a distro alcançou novos ares e ganhou suporte ao Apple M2, a nova geração do processador da Apple. É o que mostram as notas de atualização do sistema operacional publicadas nesta segunda-feira (18).

Macs com Apple M2 já contam com distro de Linux (Imagem: Felipe Ventura / Tecnoblog)
Macs com Apple M2 já contam com distro de Linux (Imagem: Felipe Ventura / Tecnoblog)

O suporte parte do update de julho de 2022. De acordo com o desenvolvedor do projeto, o software pode ser instalado em computadores com o Apple M2. E tudo isso com a possibilidade de usar recursos básicos, como a porta USB, Wi-Fi e mais.

“Com mais alguns dias de trabalho, conseguimos fazer o teclado/trackpad funcionar, trazendo-o para paridade de recursos com os sistemas existentes”, anunciaram. “Após mais alguns trabalhos de integração, temos o orgulho de anunciar o suporte experimental para máquinas M2 no instalador do Asahi Linux!”

Desktop do Asahi Linux (imagem: The Register)
Desktop do Asahi Linux (imagem: The Register)

Apesar do avanço, adaptação traz algumas falhas

Todavia, nem tudo está funcionando corretamente. Não à toa, os desenvolvedores alertaram: “isso é ainda mais experimental do que o suporte ao M1, então espere bugs. Para obter a opção de instalação no M2, você precisa habilitar o modo avançado no instalador do Asahi Linux.”. 

É o caso do teclado, que não irá funcionar no U-Boot/GRUB. No lugar, o usuário precisa usar um periférico externo via USB para mexer no bootloader. Além disso, durante o desenvolvimento, os responsáveis pelo projeto afirmaram que só realizaram testes no MacBook Pro de 13 polegadas e com Apple M2.

“O firmware/stub usado para o Linux é baseado em uma versão ‘especial’ do macOS 12.4 que a Apple lançou apenas para essas máquinas [MacBook Pro e Air com M2]. Ainda não estamos nos comprometendo com o suporte de longo prazo para esta versão”, afirmaram nas notas de atualização. “Decidiremos como proceder no futuro e adicionaremos o modo de atualização necessário ao instalador quando chegar a hora, se necessário. É possível que suportemos o 12.4, mas sem promessas.”

A nova versão ainda garantiu outra melhoria aos demais processadores da Apple com arquitetura ARM. Segundo as notas de atualização, os Macs com Apple Silicon ganharam suporte preliminar ao Bluetooth. Todavia, o recurso ainda não está completo e apresenta problemas quando é usado junto à rede Wi-Fi de 2,4 GHz.

Mac Studio também ganha suporte ao Asahi Linux (Imagem: Divulgação)
Mac Studio também ganha suporte ao Asahi Linux (Imagem: Divulgação)

Mac Studio ganha suporte ao Asahi Linux

Os novos MacBook com Apple M2 não foram os únicos a serem beneficiados nesta semana. Os responsáveis pelo projeto também anunciaram o suporte ao Mac Studio, que traz o chip Apple M1 Ultra. E como era de se esperar, nem todos os recursos funcionam propriamente.

“Você pode esperar que a maior parte do hardware funcione como esperado (no nível do Mac Mini), exceto as portas USB frontais no modelo M1 Max e as portas Tipo A em todos os modelos (estas são bloqueadas no firmware especial de suporte de upload também necessário para a versão de quatro portas do iMac M1)”, alertaram.

Com informações: Ars Technica

Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque