Notícias Telecomunicações

App da TIM ajuda a conseguir renda extra ao vender chips da operadora

Plataforma TIM + Vendas oferece rendimento extra para profissionais autônomos ao vender chips e recarga para linhas da operadora

Bruno Gall De Blasi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

TIM alcançou um novo marco com o seu app TIM + Vendas. Na semana passada, o aplicativo que ajuda a oferecer uma renda extra a profissionais autônomos ultrapassou a margem de 20 mil revendedores ativos. A plataforma, que foi liberada a todos em abril, possibilita a revenda de chips e recargas da operadora por qualquer pessoa.

Celular com logo da TIM
TIM (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Os dados estão ligados ao aplicativo TIM + Vendas. A plataforma oferece uma oportunidade de trabalho e renda complementar para qualquer pessoa do Brasil, mesmo que não tenha experiência no mercado de telecomunicações. Este auxílio parte da revenda de chips ou de recargas da operadora através do app.

Meses depois, o aplicativo ganhou um alcance maior. De acordo com a companhia no dia 18, o aplicativo alcançou a marca de 50 mil downloads e 20 mil revendedores ativos. Além disso, a operadora vai oferecer um benefício aos usuários, para estimular o uso do TIM + Vendas para fazer recargas no celular.

“O cliente que efetuar uma recarga com um revendedor do app TIM + Vendas ganha fichas em dobro no TIM + Vantagens”, anunciaram. 

TIM + Vendas oferece opções para revender chips e recarga (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
TIM + Vendas oferece opções para revender chips e recarga (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Mas como funciona o TIM + Vendas?

O cadastro na plataforma é gratuito. Para isto, é preciso baixar o app em seu celular Android e no iPhone (iOS). Depois, é só fazer a inscrição e acessar a aba ajuda, onde os usuários têm treinamentos à disposição, para explicar o funcionamento do programa, e conferir novidades.

A plataforma funciona em um esquema de revenda. Ou seja, para vender chips, o usuário precisa comprá-los na plataforma. Os pacotes custam de R$ 22 a R$ 117, mais o valor do frete para entregar na casa do revendedor, e estão disponíveis nas seguintes combinações:

  • Kit com dois chips sem recarga e um chip com recarga: R$ 22;
  • Kit com três chips sem recarga e dois chips com recarga: R$ 39;
  • Kit com quatro chips sem recarga e três chips com recarga: R$ 56;
  • Kit com seis chips sem recarga e quatro chips com recarga: R$ 78;
  • Kit com nove chips sem recarga e seis chips com recarga: R$ 117.

Os valores são mais em conta do que a compra dos chips individualmente, como é de se esperar. É o caso do primeiro kit, que traz três chips por R$ 22. Assim, é possível vender o cartão com recarga por R$ 17 e as opções sem recarga por R$ 10, acumulando uma receita de R$ 37. O lucro, portanto, seria de aproximadamente R$ 15.

O mesmo é dito às recargas. Em uma simulação feita nesta segunda-feira (25), a plataforma me ofereceu a possibilidade de adicionar R$ 12 de saldo em uma linha da TIM com uma margem de R$ 0,36. Com R$ 100 de recarga, a margem sobe para R$ 3.

Os usuários ainda podem simular os rendimentos pelo app. A seção também dá uma perspectiva de comissão. No caso da recarga, por exemplo, a plataforma informa que a margem de venda é de 3%. Já no caso dos chips, o app da TIM informa que os valores de compra são de R$ 5 (sem recarga) e de R$ 12 (com recarga).

Ferramenta mostra estimativa de renda ao vender chip e recarga da TIM (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Ferramenta mostra estimativa de renda ao vender chip e recarga da TIM (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

E os pagamentos, como são feitos?

O revendedor, como foi dito, precisa comprar os chips com antecedência pela plataforma. O pagamento à operadora pode ser feito de duas formas: via Pix ou através do saldo no aplicativo. Já a carteira do TIM + Vendas pode ser recarregada tanto pela plataforma do Banco Central ou via boleto.

Após a compra dos kits de chips, toda a transação da venda é feita pelo revendedor. Ou seja, o pagamento pode ser feito no dinheiro, Pix ou até mesmo via cartão, se o autônomo dispôr de uma maquininha e preferir. 

pagamento da recarga, por sua vez, depende do cliente. Se o consumidor fez o pagamento ao revendedor em dinheiro, a operadora informa que a operação deverá ser concretizada via Pix ou abatendo o saldo da carteira do TIM + Vendas. 

“Caso o cliente deseje pagar diretamente via Pix, poderá concretizar diretamente no app do autônomo, escaneando o QR Code ou digitando o código no aplicativo do seu banco”, afirmaram.

Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque