Notícias Internet

Só para maiores: Meta libera conteúdo adulto em seu metaverso

Nova política da dona do Facebook deve apimentar as coisas no metaverso – mas calma que nem tudo está liberado no ambiente virtual!

Bruno Gall De Blasi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

O clima vai esquentar no metaverso da dona do Facebook 🥵. É o que conta uma nova política da Meta sobre conteúdos adultos no Horizon Worlds, revelada nesta terça-feira (26). Os ambientes, no entanto, não ficarão restritos apenas à “quase nudez”: a companhia também vai permitir espaços sobre outros temas para maiores de 18 anos.

Meta disponibiliza documento com regras para conteúdos adultos no Horizon Worlds (Imagem: Divulgação)
Meta disponibiliza documento com regras para conteúdos adultos no Horizon Worlds (Imagem: Divulgação)

O documento está disponível na plataforma de suporte do Meta Quest. Intitulado como “política de mundos adultos do Horizon”, o informe começa dizendo que a Meta quer um “ambiente seguro e acolhedor” a todos os usuários do Horizon, o ambiente de realidade virtual da companhia. “Quando os mundos são destinados a públicos adultos, a Meta exige que o mundo seja marcado como maduro”, explicaram.

A política descreve os conteúdos permitidos e que devem ser marcados como adulto. O primeiro tópico é demarcado para interações “sexualmente sugestivas”, como “quase nudez”. A lista ainda cita “representações de pessoas em posições implícitas ou sugestivas” ou ambientes focados em “atividades excessivamente sugestivas”.

O documento, no entanto, não fala sobre packs de pezinhos.

Os termos vão além. Se alguém quiser criar mundos que falem sobre álcool, maconha ou “atividades regulamentadas por idade”, como jogos de azar, também está liberado. O mesmo é dito para “conteúdo ficcional intenso ou excessivamente violento, incluindo sangue e gore, que possa chocar ou enojar os usuários”.

Regras da dona do Facebook é destinada aos ambientes de realidade virtual (RV) do Meta Quest (Imagem: Divulgação)
Regras da dona do Facebook é destinada aos ambientes de realidade virtual (RV) do Meta Quest (Imagem: Divulgação)

Meta não permite conteúdo sexualmente explícito

Nem tudo está liberado, é claro. A Meta observa que alguns temas seguem proibidos pela Política de Conduta na Realidade Virtual (RV). É o caso de conteúdo sexualmente explícito ou provocativo. Isso inclui “nudez, representações de pessoas em posições explícitas ou conteúdo ou mundos sexualmente provocativos ou implícitos”.

Os termos ainda tratam de conteúdos que descrevem ou promovem o uso de drogas ilegais e o abuso de medicamentos controlados. Mundos que falem sobre atividades criminosas e perigosas, além de violência intensa da vida real, “incluindo sangue e gore”, também entram na lista de temas vetados. O último tópico está relacionado a ambientes relacionados à compra, venda ou negociações de bens regulamentados, “como armas de fogo, lâminas, álcool e tabaco”.

Vale lembrar que outros comportamentos são considerados como inadequados pela política de conduta da Meta. É o caso de assédios, intimidação e bullying. Os termos também restringem ações ofensivas, como gestos sexuais, sexualização de menores de idade e a manifestação de discursos de ódio na plataforma.

“Se descobrirmos que você violou os Padrões da Comunidade ou esta Política de Conduta na Realidade Virtual em produtos do Facebook ou do Oculus, poderemos adotar medidas com relação à sua conta, como restringi-la ou suspendê-la temporariamente”, informaram. “Em caso de ofensas graves ou recorrentes, podemos desativar sua conta permanentemente.”

Com informações: Meta (1 e 2) e Digital Trends

Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque