Notícias Aplicativos e Software

Huawei lança HarmonyOS 3 com melhorias na interface e em privacidade

Com mais recursos e nova interface, HarmonyOS 3 mantém viva meta da Huawei de ter sistema que não deve nada ao Android

Emerson Alecrim
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Nesta semana, a Huawei fez o anúncio oficial da terceira versão de seu sistema operacional para celulares e outros dispositivos. O HarmonyOS 3, como é chamado, chega com vários aprimoramentos, mas mantém a proposta original: ser uma opção tão ou mais interessante que o Android.

HarmonyOS 3 (imagem: reprodução/Huawei)
HarmonyOS 3 (imagem: reprodução/Huawei)

Para tanto, a Huawei tratou de renovar a interface do sistema, sobretudo no aspecto funcional. Um exemplo notável é o formato Universal Card para widgets.

O recurso permite que os widgets não só assumam várias formas e tamanhos automaticamente, como também sejam agrupados. Se houver muitos widgets no mesmo espaço, tudo bem: também é possível colocar um sobre o outro.

Outro detalhe interessante no HarmonyOS 3 é o foco sobre conectividade. Dispositivos HarmonyOS no mesmo ambiente podem reconhecer uns aos outros facilmente. Assim, se você estiver usando um tablet Huawei, por exemplo, pode atender a uma chamada ali mesmo, sem ter que pegar o seu celular.

Também há novidades no quesito áudio. O HarmonyOS 3 permite que o usuário conecte dois pares de fones de ouvido ao celular (ou outro dispositivo), simultaneamente. Assim, duas pessoas podem ouvir um streaming de música a partir de um único aparelho.

HarmonyOS 3 (imagem: reprodução/Huawei)
HarmonyOS 3 (imagem: reprodução/Huawei)

Desempenho e segurança

O desempenho também ganhou atenção na nova versão do sistema operacional. De acordo com a Huawei, o HarmonyOS 3 é até 7% mais ágil na abertura de aplicativos, melhora em 14% a resposta a toques e consome até 11% menos energia em tarefas que exigem alto processamento, como jogos pesados. Tudo isso em relação ao HarmonyOS 2.

Para completar, a Huawei afirma que a nova versão do sistema avançou em segurança e privacidade. Agora, existe uma função de prevenção de malwares que verifica aplicativos antes que estes sejam instalados, por exemplo.

A central de privacidade do sistema pode ainda informar quão frequentemente apps acessam informações pessoais e remover metadados de fotos, como localização geográfica, data e aparelho de origem.

Central de segurança do HarmonyOS 3 (imagem: reprodução/Huawei)
Central de segurança do HarmonyOS 3 (imagem: reprodução/Huawei)

Huawei HarmonyOS 3: disponibilidade

O HarmonyOS 3 fará a sua estreia em setembro, começando pelo recém-anunciado tablet MatePad Pro 11. No mesmo mês, a Huawei pretende liberar o sistema operacional para dispositivos que já estão no mercado, embora ainda não tenha ficado claro quais modelos receberão a novidade.

Estima-se que, atualmente, 300 milhões de dispositivos da marca rodem o HarmonyOS. A maior parte deles está localizada na China. Neste ponto, vale lembrar que o sistema operacional surgiu após a Huawei sofrer sanções econômicas dos Estados Unidos que a impedem de lançar aparelhos que combinam o Android com serviços do Google.

HarmonyOS 3 em carro (imagem: reprodução/Huawei)
HarmonyOS 3 em carro (imagem: reprodução/Huawei)

Além de smartphones, o HarmonyOS foi idealizado para funcionar com tablets, smart TVs, smartwatches e, mais recentemente, carros (graças a uma espécie de alternativa ao Android Auto).

Com informações: GSM Arena.

Emerson Alecrim

Autor / repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais, negócios e transportes. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém um site chamado InfoWester.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque