Notícias Telecomunicações

Claro ativa 5G na frequência de 3,5 GHz em mais três capitais

Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB) e Porto Alegre (RS) recebem 5G "puro" da Claro; rede está disponível apenas em alguns bairros

Giovanni Santa Rosa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Aos poucos, o 5G na frequência de 3,5 GHz vai chegando a mais cidades. Depois de Brasília (DF), é a vez de Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB) e Porto Alegre (RS) receberem a tecnologia. A Claro ativou a rede nas três capitais nesta sexta-feira (29). TIM e Vivo também ligaram as antenas.

Celular com logo da Claro
Claro Celular (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A Claro chama seu 5G na frequência de 3,5 GHz de 5G+. É uma forma de diferenciar do 5G DSS, que foi lançado há dois anos e compartilha as frequências do 4G, o que o impede de atingir grandes velocidades.

Por enquanto, a rede de quinta geração em frequência exclusiva está disponível em apenas alguns bairros das três capitais.

Bairros de Belo Horizonte com 5G da Claro

  • Savassi
  • Lourdes
  • Santo Agostinho
  • Boa Viagem
  • Ouro Preto
  • Bandeirantes
  • São Bento
  • Barragem Santa Lúcia
  • Minaslândia
  • Alípio de Melo
  • Manacás
  • Providência
  • São Gonçalo
  • São Bernardo
  • Heliópolis
  • Paraíso
  • Hospital da Baleia

Bairros de João Pessoa com 5G da Claro

  • Aeroclube
  • Manaíra
  • Tambaú
  • Jardim Oceania
  • Altiplano Cabo Branco
  • Brisamar
  • Bairro dos Estados
  • Miramar

Bairros de Porto Alegre com 5G da Claro

  • Higienópolis
  • Moinhos de Vento
  • Jardim Europa
  • Boa Vista
  • Mont’Serrat
  • Auxiliadora
  • Bela Vista
  • Petrópolis
  • Três Figueiras
  • Rio Branco
  • Tristeza
  • Vila Assunção

Standalone precisa de plano especial

A Claro destaca que não é preciso mudar plano, alterar contrato ou trocar o chip para usar o 5G+: basta ter um aparelho compatível.

Como o Tecnoblog apurou há algumas semanas, quando o 5G foi lançado em Brasília, isso não vale para o padrão Standalone (SA).

O SA usa núcleo de rede exclusivo, ao contrário do Non Standalone, que compartilha o núcleo de rede com o 4G. Na Claro, a tecnologia está disponível apenas em um plano que custa R$ 149,99 mensais, no débito automático, e demanda a troca do chip.

A compatibilidade com o 5G SA também é mais limitada: apenas aparelhos de topo de linha costumam funcionar com esse padrão, e geralmente demandam atualizações de software.

Esta semana, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, anunciou que vai falar pessoalmente com a Apple para que o update seja liberado.

De qualquer forma, a diferença entre NSA e SA tende a ser pequena. Os dois têm velocidades altas, mas a latência do SA pode ser um pouco menor.

A Claro não é a única operadora a oferecer o 5G nessas cidades. TIM e Vivo também ativaram suas redes.

Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque