Notícias Aplicativos e Software

Você não precisará do Painel de Controle para apagar programas no Windows 11

Atualização do Windows 11 permite desinstalar apps Win32 sem depender do Painel de Controle; update também traz melhorias a administradores

Bruno Gall De Blasi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Microsoft vai facilitar a desinstalação de programas no Windows 11. Nesta quinta-feira (28), a companhia começou a distribuir uma atualização experimental do sistema operacional que encerra a dependência do Painel de Controle para apagar apps Win32. A nova versão ainda traz incrementos nas configurações para administradores.

Atualização do Windows 11 permite apagar apps Win32 sem precisar abrir o Painel de Controle (Imagem: Guilherme Reis/Tecnoblog)
Atualização do Windows 11 permite apagar apps Win32 sem precisar abrir o Painel de Controle (Imagem: Guilherme Reis/Tecnoblog)

As novidades se concentram na compilação de número 25169. Segundo a Microsoft, as configurações do sistema agora suportam o gerenciamento de apps que antes eram compatíveis apenas com o Painel de Controle. É o caso de aplicativos que possuem interdependências com programas Win32 ou que seguem a arquitetura.

A atualização dá mais um empurrão na transição do Painel de Controle para o app Configurações. Isto porque, antes, para remover ou alterar esses apps, era necessário abrir as definições antigas. Afinal, o aplicativo de ajustes atual não reconhecia alguns padrões mais antigos.

Agora, o processo pode ser realizado pelo app Configurações. Todavia, o site Windows Latest observou que este não é o fim do Painel de Controle. Por outro lado, a cada vez mais, os usuários dependem menos da solução antiga para gerenciar os recursos do sistema operacional.

Windows 11 recebe melhorias para administradores de TI

A atualização engloba outras novidades aos usuários. É o caso de uma ferramenta de bloqueio do Windows 11 para um administrador de TI selecionar um conjunto de apps permitidos para a execução enquanto todas as outras funcionalidades são bloqueadas. “Isso permite que você crie vários aplicativos diferentes e acesse configurações para diferentes tipos de usuários, tudo em um único dispositivo”, afirmaram.

A Microsoft dá alguns exemplos de customização de bloqueio. É o caso da limitação de acesso a configuração com exceção a algumas páginas, como os ajustes de Wi-Fi e brilho da tela. Os usuários também podem restringir o menu Iniciar para mostrar apenas apps autorizados e bloquear brindes e pop-ups que levam à interação de usuário indesejada.

“O modo quiosque de vários aplicativos é ideal para cenários em que várias pessoas precisam usar o mesmo dispositivo”, informaram. “Isso pode incluir trabalhadores da linha de frente e cenários de varejo, educação e realização de testes.”

As demais novidades giram em torno do Windows Security, cuja versão do app passou a ser apresentada em suas configurações. O Windows 11 também recebeu outras melhorias no Windows Spotlight e em mais instâncias do sistema. A atualização, no entanto, está disponível apenas para inscritos no canal Dev do Windows Insider.

Com informações: Microsoft e Windows Latest

Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque