Notícias Antivírus e Segurança

Em meio a relatos de fraudes, Nubank lança plataforma SOS Nu

SOS Nu explica como vítima deve agir em caso de fraude; confira três casos recentes envolvendo clientes do Nubank

Emerson Alecrim
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Você já deve ter ouvido falar de pessoas que tiveram contas no Nubank fraudadas de alguma forma (isso se você já não tiver sido vítima). Como esse tipo de situação causa estresse e nem sempre a vítima sabe como agir, a companhia criou um canal com dicas sobre o que fazer em caso de golpe, roubo e furto. Trata-se do SOS Nu.

Nubank no celular (imagem: Vitor Pádua/ Tecnoblog)
Nubank no celular (imagem: Vitor Pádua/ Tecnoblog)

Não é nada muito avançado. O SOS Nu consiste em uma área dentro do blog do Nubank que reúne dicas que podem ser realmente úteis contras as ciladas que envolvem cartão de crédito ou contas digitais.

Por exemplo, na parte de golpes, o SOS Nu dá orientações sobre o que o cliente deve fazer se o seu cartão de crédito for clonado ou se pagar um boleto falso pensando ser a fatura do Nubank.

Já a seção sobre furto ou coerção fornece orientações sobre o que o cliente deve fazer se for vítima de um sequestro relâmpago ou tiver o seu cartão roubado.

Relembre alguns casos

A criação do SOS Nu é uma medida bem-vinda. Orientação nunca é demais. Mas essa está longe de ser uma solução para o problema. Os relatos sobre fraudes envolvendo o Nubank e outras contas digitais são numerosos e, não raramente, causam grandes prejuízos.

Na grande maioria dos casos, a ação ocorre após a vítima ter seu celular roubado ou furtado. Eis três casos recentes (e espantosos).

Prejuízo de R$ 27 mil

Um dos casos de fraude mais impressionantes envolvendo um cliente do Nubank foi o do agente de talentos Bruno de Paulo, em maio. No Twitter, ele relata que estava em um táxi voltando de uma viagem quando teve o celular tirado de suas mãos por um criminoso próximo ao veículo.

Ao chegar em casa, Bruno descobriu que a sua conta no Nubank havia sido fraudada em R$ 27 mil (isso sem contar os prejuízos com empréstimos indevidos no Banco do Brasil). Depois de muita insistência, ele foi ressarcido pelo Nubank após o caso ganhar repercussão.

Conta zerada

Outro caso, mais recente, foi o da relações públicas Isabella Alves, que relata, no dia 17 de agosto, ter tido o seu celular roubado. Ainda de acordo com ela, a sua conta no Nubank foi invadida e esvaziada, tudo isso em menos de dez minutos.

O caso de Isabella também teve bastante repercussão. No dia seguinte, o Nubank fez o ressarcimento.

Três empréstimos indevidos

No dia 16 de agosto, a estudante de engenharia química Larissa Ribeiro relatou que o seu celular foi roubado e que, na sequência, a sua conta no Nubank foi invadida. O invasor contratou três empréstimos, tirou todo o dinheiro da sua conta e ainda fez um gasto de R$ 1.400 no cartão de crédito.

Novamente, o caso ganhou grande repercussão no Twitter. Após a queixa de Larissa na rede social, o Nubank cancelou os empréstimos e estornou o gasto no cartão, no dia seguinte.

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais, negócios e transportes. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém um site chamado Infowester.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque