Notícias Computador

AMD anuncia Ryzen 7000 com até 16 núcleos para brigar com Intel no desktop

Processadores AMD Ryzen 7000 são baseados na arquitetura Zen 4, suportam memórias DDR5 e têm foco em alto desempenho

Emerson Alecrim
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Na noite de segunda-feira (29), a AMD fez o anúncio oficial dos tão aguardados processadores Ryzen 7000. A linha tem até 16 núcleos e é baseada na nova microarquitetura Zen 4. Esta, por sua vez, habilita os chips a trabalharem com memórias DDR5 e introduz o soquete AM5. É claro que a promessa de mais desempenho também faz parte do pacote.

Chip Ryzen 7000 (imagem: reprodução/AMD)
Chip Ryzen 7000 (imagem: reprodução/AMD)

Quatro modelos formam esta primeira leva. Todos são destinados a desktops de alto desempenho (para o público gamer, por exemplo) e trazem GPU Radeon integrada (a AMD ainda não deu detalhes sobre esse componente).

O processador mais avançado da turma é o Ryzen 9 7950X, que conta com 16 núcleos, frequência de 4,5 GHz (base) e TDP de 170 W:

ChipNúcleos / threadsClock baseClock boostCache L2 + L3TDP
Ryzen 9 7950X16 / 324,5 GHz5,7 GHz16 + 64 MB170 W
Ryzen 9 7900X12 / 244,7 GHz5,6 GHz12 + 64 MB170 W
Ryzen 7 7700X8 / 164,5 GHz5,4 GHz8 + 32 MB105 W
Ryzen 5 7600X6 / 124,7 GHz5,3 GHz6 + 32 MB105 W

Mais desempenho, é claro

De acordo com a AMD, os processadores Ryzen 7000 têm IPC (sigla em inglês para “instruções por ciclo de clock”) 13% superior em relação aos chips Ryzen 5000, que são baseados na arquitetura Zen 3. Isso com a frequência base. Se o clock for aumentado, o ganho no IPC pode chegar a 29% (em thread única).

Também há ganhos de desempenho na comparação com a concorrência. Nas palavras da AMD, o Ryzen 9 7950X consegue ser até 62% mais rápido que o Intel Core i9-12900K no software de renderização V-Ray, por exemplo.

Um detalhe interessante é que a AMD também comparou o Ryzen 5 7600X, o chip mais “humilde” deste anúncio, com o Core i9-12900K em jogos. O resultado? 17% mais desempenho em Tom Clancy’s Rainbow Six Siege, empate em Cyberpunk 2077 e, bom, -3% em GTA V.

O que a AMD quer dizer com esses comparativos é: de modo geral, a linha Ryzen 7000 é mais rápida que os chips Intel Core de 12ª geração.

Caixa de um chip Ryzen 9 7000 (imagem: reprodução/AMD)
Caixa de um chip Ryzen 9 7000 (imagem: reprodução/AMD)

Como sempre, testes independentes é que darão uma noção mais clara do que os novos processadores realmente podem fazer. Mas é inegável que os modelos Ryzen 7000 tiveram uma evolução importante em relação à geração anterior.

Há várias características que contribuem para isso. O processo de fabricação de 5 nanômetros da TSMC introduzido na microarquitetura Zen 4 é um deles. O já mencionado suporte a memórias DDR5 é outro.

A implementação de 1 MB de cache L2 por núcleo (contra 512 KB na geração anterior) também merece destaque. Não deixemos de notar também que, em modo boost, todos os chips Ryzen 7000 podem superar a frequência de 5 GHz.

YouTube video

AMD Ryzen 7000: quando e quanto?

Ainda não há informação sobre disponibilidade no Brasil. Mas, nos Estados Unidos, os chips AMD Ryzen 7000 serão lançados oficialmente em 27 de setembro. Os preços sugeridos são estes:

  • Ryzen 9 7950X: US$ 699
  • Ryzen 9 7900X: US$ 549
  • Ryzen 7 7700X: US$ 399
  • Ryzen 7 7600X: US$ 299

Ainda de acordo com a AMD, placas-mãe compatíveis com os novos processadores custarão a partir de US$ 125.

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais, negócios e transportes. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém um site chamado Infowester.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque