WhatsApp vai bloquear prints de fotos que só podem ser vistas uma vez

WhatsApp prepara recurso para impedir capturas de telas de fotos e vídeos com visualização única; bloqueio chega à versão beta

Bruno Gall De Blasi
Por

WhatsApp oferece a opção para enviar fotos que só podem ser vistas uma vez há bastante tempo. Ainda assim, o aplicativo de mensagens não conta com uma solução para impedir que os receptores façam uma captura de tela das imagens temporárias. Felizmente, a equipe do mensageiro está desenvolvendo um bloqueio para impedir prints de mídias com visualização única. 

Logotipo do WhatsApp
WhatsApp (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Os primeiros relatos da solução surgiram ainda em agosto. Na época, Mark Zuckerberg anunciou que o mensageiro passaria a bloquear as capturas de telas de mensagens com visualização única. O CEO da Meta, no entanto, não informou quando a novidade chegaria e também não ofereceu nenhuma explicação extra sobre a mudança.

Os novos detalhes vieram à tona nesta segunda-feira (3). Segundo o portal, o recurso deu as caras para alguns usuários com o WhatsApp Beta para Android, na versão 2.22.22.3, no celular. O site também explicou como a mudança impacta o uso do app.

WhatsApp testa bloqueio de capturas de tela em mídias com visualização única (Imagem: Reprodução/WABetaInfo)
WhatsApp testa bloqueio de capturas de tela em mídias com visualização única (Imagem: Reprodução/WABetaInfo)

WhatsApp terá trava para prints em visualização única

A nova ferramenta pretende oferecer mais privacidade aos usuários. Isto significa que, ao enviar um nude uma imagem que só pode ser visualizada uma vez, a pessoa que recebeu a mídia não consegue fazer uma captura de tela. No lugar, o app emite o aviso “não é possível fazer a captura de tela devido à política de segurança”.

A trava também evita a gravação de tela, caso seja um vídeo. Todavia, é importante ressaltar que, apesar do bloqueio, o WhatsApp não informa se alguém tentou fazer a captura de tela. Além disso, existem formas de burlar até mesmo sem apps de terceiros, como usar outro celular para tirar a foto do smartphone que recebeu o conteúdo.

Ou seja, trata-se de um complemento para lá de necessário. Afinal, se você envia um conteúdo sensível, o bloqueio garante ainda mais segurança e privacidade aos usuários. Mas é necessário reforçar: apesar da trava, isto não significa que o recurso é inviolável – portanto, a cautela sempre será necessária.

Ainda não se sabe quando o recurso chegará às versões estáveis do WhatsApp.

Com informações: WABetaInfo

Relacionados

Relacionados