Parte mais legal do Facebook, os grupos vão receber essas novidades

Novos recursos foram apresentados no Programa Aceleradora de Comunidades 2022; entre as novidades, uma ferramenta em que adms podem remover fake news

Yan Avelino
Por

Nesta semana, a Meta está realizando seu Programa Aceleradora de Comunidades e a empresa aproveitou o embalo para anunciar novos recursos para o Facebook com foco nos grupos. As novidades são voltadas para que “as pessoas se conectem ao redor de interesses compartilhados” e ainda não têm data certa para serem lançadas.

Logotipo do Facebook
Facebook (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Uma das funções que a rede social está testando é a personalização da seção “Sobre mim” para destacar as informações que um usuário deseja compartilhar com sua comunidade. Isso, segundo a empresa, ajudará administradores e membros a conhecerem mais sobre outras pessoas e a criarem conteúdos com maior interesse comum.

Além disso, usuários também poderão adicionar um indicador para que outros membros do grupo saibam se estão abertos a mensagens (ou não). Para a Meta, isso contribuirá para que pessoas com a mesma opinião saibam quem está disposto a se conectar pelos mesmos interesses.

Além da personalização da área "Sobre mim", usuários poderão dizer se aceitam mensagens (Imagem: Divulgação/Meta)
Além da personalização da área “Sobre mim”, usuários poderão dizer se aceitam mensagens (Imagem: Divulgação/Meta)

Outra novidade é o novo jeito de administradores destacarem os membros mais participativos de um grupo. De acordo com a empresa, eles poderão ganhar pontos assumindo uma função ativa com responsabilidades ou recebendo reações e comentários em suas postagens.

Por exemplo, as comunidades de jogos podem identificar dicas úteis que outros membros compartilham sobre novos recursos, jogos e personagens. Ao acumular pontos, os principais membros ganharão selos para serem exibidos em seus perfis de Grupo, tornando mais fácil para os administradores selecionarem essas pessoas para as funções.

Membros de comunidades poderão contribuir e ganhar recompensas (Imagem: Divulgação/Meta)
Membros de comunidades poderão contribuir e ganhar recompensas (Imagem: Divulgação/Meta)

Nova ferramenta ajudará administradores com moderação

Há também o Assistente do Administrador, recurso que ajuda os gerenciadores de grupos a realizarem moderações com eficiência. Segundo a Meta, os “adms” poderão tomar ações com base em critérios específicos que eles definem.

É o caso, por exemplo, das notícias falsas. Em breve, administradores poderão mover posts automaticamente para a lista de pendentes, desde que sejam classificados como fake news por agências de fact-checking. Isso, de acordo com a companhia, visa garantir que o conteúdo nos grupos seja mais confiável.

Assistente do Administrador facilitará o gerenciamento dos grupos (Imagem: Divulgação/Meta)
Assistente do Administrador facilitará o gerenciamento dos grupos (Imagem: Divulgação/Meta)

A Meta também anunciou uma extensão do recurso Sinalizado pelo Facebook para os grupos. Quando lançada, a função dará a alguns administradores a capacidade de permitir o uso de contexto adicional para sinalizar conteúdos sensíveis e que devem ser removidos, como bullying e assédio.

Por meio desse teste, um administrador de um grupo de entusiastas de tanques de peixes, por exemplo, poderia liberar um comentário sinalizado que chamasse um peixe de “gordo”, sem intenção de ser ofensivo. Ainda assim, exigimos que os grupos sigam nossas políticas e removeremos conteúdos violadores que nos forem denunciados.

Se um conteúdo for sinalizado pelo Facebook, os administradores poderão removê-lo com rapidez (Imagem: Divulgação/Meta)
Se um conteúdo for sinalizado pelo Facebook, os administradores poderão removê-lo com rapidez (Imagem: Divulgação/Meta)

Por fim, quem também vai dar as caras nos grupos são os Reels, os vídeos curtos que permitem aos usuários se expressarem de forma criativa. Segundo a empresa, os administradores e membros de Grupos podem adicionar elementos criativos aos vídeos, como áudio, texto e filtros nos vídeos antes de compartilhá-los.

Com informações: Facebook

Relacionados

Relacionados