Intel promete novo Thunderbolt até 3x mais rápido do que a versão atual

Empresa dará mais detalhes, como nome oficial e outros recursos, apenas em 2023; nova geração do Thunderbolt será baseada no USB4 2.0 e DisplayPort 2.1

Yan Avelino
Por

Nesta quarta-feira (19), a Intel anunciou o protótipo da próxima geração do Thunderbolt. De acordo com a empresa, no quesito largura de banda, a nova conexão deve ser até três vezes mais rápida do que a versão atual. O novo padrão, contudo, ainda não tem data oficial para ser lançado.

Nova geração do Thunderbolt será lançada oficialmente em 2023 (Imagem: Divulgação/Intel)
Nova geração do Thunderbolt será lançada oficialmente em 2023 (Imagem: Divulgação/Intel)

Segundo a Intel, a nova geração poderá dobrar as taxas de transferência de dados quando comparado à versão mais recente da tecnologia, chegando até 80 Gb/s. Dado que ele será baseado no USB4 2.0, a largura de banda do próximo Thunderbolt também poderá ser reequilibrada dinamicamente.

No entanto, quando conectado a um monitor, por exemplo, os dados poderão ser transmitidos em até 120 Gb/s, três vezes mais do que o Thunderbolt 4 permite. Dessa forma, a nova geração permitirá que telas de até 8K sejam exibida sem muitos problemas em taxas de quadros mais altas.

Em questão de compatibilidade, a Intel prometeu que o próximo Thunderbolt suportará cabos feitos para suas gerações passadas, assim como versões anteriores do DisplayPort e do USB, incluindo o USB4 2.0, anunciado há alguns dias.

Além disso, a gigante afirmou também que o padrão recém-anunciado funcionará com cabos passivos já existentes, desde que tenham até 1 metro de comprimento. Segundo a empresa, esse suporte se deu graças a uma nova tecnologia de sinalização.

Thunderbolt 5 já foi vazado por ex-funcionário da Intel

No ano passado, um executivo da Intel deixou escapar algumas informações sobre o possível Thunderbolt 5 — isto se, de fato, ele se chamar assim. Gregory Bryant, o então vice-presidente executivo e gerente geral da empresa, publicou uma foto com supostos recursos.

Na época, Bryant rapidamente apagou sua publicação, mas as fotos haviam sido salvas a tempo. Elas mostravam o executivo ao lado de outros funcionários em áreas diferentes dos laboratórios de pesquisa e desenvolvimento da Intel.

Um dos avanços vazados, portanto, era a velocidade de transferência de até 80 Gb/s — presente no anúncio da Intel desta quarta-feira. As fotos ainda faziam menção a uma “tecnologia inédita”, na qual a companhia alcançaria larguras de banda maiores de forma mais simples e eficientes.

Mesmo divulgando a prévia nesta quarta-feira, a Intel disse que os detalhes oficiais sobre o novo Thunderbolt, bem como seu nome e outros recursos, serão anunciados apenas em 2023. Quando for lançado oficialmente, a empresa prometeu deixá-lo pronto para que fabricantes o adotem em larga escala.

Com informações: Intel e CNET

Relacionados

Relacionados