Spotify chega a quase 200 milhões de assinantes e 200 milhões em prejuízo

Plataforma alcançou a marca de 195 milhões de assinantes do plano premium, mas teve prejuízo de 194 milhões de euros

Paula Alves
Por

O Spotify divulgou nesta terça-feira (25) seu relatório financeiro do terceiro trimestre de 2022. Seguindo a tendência dos seus últimos anúncios, a plataforma aumentou seu número de assinantes, chegando a marca de 195 milhões de usuários pagantes. Apesar do crescimento de 13% em relação ao trimestre anterior, empresa registrou uma margem de lucro abaixo do esperado.

Spotify
Spotify (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Em geral, os números entre julho e setembro foram bastante positivos para o Spotify. Em seu número total de usuários ativos mensais (MAUS, em inglês), a plataforma registrou um aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano anterior, chegando a casa dos 456 milhões de usuários.

Além de ter superado a projeção de 450 milhões de usuários feita pela própria empresa, o número significa que, apenas nos últimos três meses, 23 milhões de novas pessoas começaram a frequentar e desfrutar dos álbuns, playlists e podcasts da plataforma.

Desse grupo, uma pequena parte decidiu se juntar ao plano premium da rede, registrando um aumento de 4% de novos assinantes em relação ao seu trimestre anterior.

Como mudar a forma de pagamento do Spotify (Imagem: sgcdesignco/Unsplash)
Como mudar a forma de pagamento do Spotify (Imagem: sgcdesignco/Unsplash)

Margem de lucro abaixo do esperado

Apesar do aparente bom resultado, com tantas novas contas sendo registradas no período, o Spotify fechou o terceiro trimestre com uma margem de lucro de 24,7%, porcentagem abaixo do que eles haviam projetado para esses três meses.

Segundo a empresa, o fraco resultado se deve, em grande parte, a uma desaceleração não prevista de sua publicidade e também a algumas mudanças ocorridas no período sobre suas responsabilidades com os detentores de direitos da plataforma.

Com um prejuízo líquido de 194 milhões de euros, os resultados acabaram tendo um impacto negativo em Wall Street e fizeram com que as ações da empresa fechassem em queda de mais de 6%.

Aplicativo do Spotify (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Aplicativo do Spotify (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Rumo aos 200 milhões de assinantes

Para o quarto trimestre de 2022, o Spotify prevê que sua tendência de crescimento de usuários irá se manter, mas, em contrapartida, a perda operacional alcançará valores ainda maiores.

De acordo com a plataforma, suas expectativas são para que ela chegue a marca histórica de mais de 200 milhões de assinantes (mais precisamente 202 milhões) e, entre os usuários ativos (MAUS), chegue ao total de 479 milhões. Número esse que representa mais 23 milhões de novas pessoas aderindo ao streaming de música.

Já para seus rendimentos operacionais, o prejuízo continua a alcançar números vertiginosos, com projeção de chegar a 300 milhões de euros até o final do ano.

Com informações: Spotify

Relacionados

Relacionados