Steam muda recomendação de preços e jogos podem ficar mais caros no Brasil

Nova ferramenta da plataforma foca em simplificar as etapas de precificação dos games, mas funcionará apenas como uma sugestão para as desenvolvedoras

Ricardo Syozi
Por

A Valve comunicou aos usuários, jogadores e desenvolvedores que irá atualizar as ferramentas de precificação e recomendações dos jogos no Steam. Como resultado, os preços de títulos em 39 moedas diferentes serão mais frequentemente sugeridos pela companhia. Assim, valores de games poderão ser afetados futuramente, mas tudo ainda dependerá das publicadoras.

Steam
Steam (Imagem: Divulgação / Valve)

Com o foco em deixar os jogos com valores o mais próximo possível entre todas as regiões, o novo sistema da Valve entrou em vigor na terça-feira (25). Segundo a empresa, a ideia é simplificar a forma que os desenvolvedores gerenciam os preços na plataforma. Nas palavras da companhia:

Essas recomendações representam como precificaríamos um jogo em outras moedas com base no preço em dólares dos EUA (USD). Por exemplo, essas sugestões podem ser úteis caso uma publicadora tenha decidido cobrar US$ 19,99 pelo seu produto, mas não sabe o melhor valor em rials do Catar ou coroas da Noruega.

Isso quer dizer que a precificação seguiria a cotação do dólar quase que em tempo real. Só para ilustrar, US$ 1 estava sendo tratado no Steam como R$ 2,29. No entanto, hoje já seria convertido para R$ 3,49 dentro da loja.

A Valve apontou que o novo sistema de precificação já está no ar. Caso uma empresa decida realizar qualquer alteração nos valores de um título, não será possível oferecer a obra com desconto por 28 dias após a mudança. Por fim, um usuário que tenha permissão para mudar preços nos games já pode acessar a ferramenta.

A companhia oferece uma documentação com um tutorial para auxiliar na modificação.

Loja Steam
Ainda é cedo para ver as consequências nos preços (Imagem: Reprodução / Steam)

Valve sugere preços, mas a desenvolvedora é quem bate o martelo

Se pensarmos exclusivamente na conversão do dólar para real, então o mais comum é imaginarmos que os jogos na plataforma poderão ficar mais caros aqui no Brasil. A palavra-chave aqui é exatamente essa: “Podem”.

Entretanto, isso vai ser algo definido caso a caso. Como a própria Valve ressaltou em seu comunicado, o novo sistema de precificação não passará de uma sugestão. A ferramenta faz uma conversão mais correta das moedas e recomenda para os desenvolvedores um valor para o produto.

Porém, no fim das contas, quem decide se vai aumentar ou diminuir o preço são as próprias publicadoras dos games. Para uma empresa desavisada, por exemplo, pode parecer atraente subir os valores de seu título da noite para o dia por causa da indicação do Steam. Contudo, um acréscimo súbito provavelmente afastaria os potenciais compradores que estavam de olho no item há semanas.

Ainda não é o momento para se desesperar e adquirir todos os jogos da sua lista de desejos na plataforma, mas é importante ficar de olho.

Relacionados

Relacionados