Uber pede verificação de cartão por foto e causa problemas para passageiros

Exigência de segurança adotada pela Uber gera dificuldades para quem usa cartão virtual ou tem cartão físico sem numeração

Giovanni Santa Rosa
Por

Usuários da Uber foram surpreendidos nos últimos dias por um novo procedimento do app de transportes. Para confirmar uma viagem, é preciso verificar o cartão de crédito utilizado, tirando uma foto dele. O problema é que isso nem sempre é possível: muita gente usa cartões virtuais, e cartões físicos sem numeração são cada vez mais comuns.

Uber
Uber (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Ao longo da semana passada, passageiros da Uber compartilharam no Twitter relatos sobre o novo procedimento. Uma mensagem no aplicativo pede para confirmar as informações de pagamento e digitalizar o cartão.

O problema é que, em alguns casos, isso é impossível. É o caso de quem usa cartão virtual, que é basicamente um número gravado no aplicativo do banco. Não dá para usar a câmera para digitalizar este cartão.

Mesmo quem tem cartão físico enfrentou problemas

Outra situação é quando o cartão físico não tem numeração impressa no plástico.

Algumas administradoras adotaram essa prática por questão de segurança, para evitar que o cartão seja fotografado por golpistas ou usado após um assalto, por exemplo. É o caso da XP, do Iti e do Nubank Ultravioleta, para citar alguns exemplos.

E mesmo quem tem o cartão físico com numeração enfrentou problemas: segundo o relato de uma passageira, o app da Uber não reconheceu os dados e travou na tela de verificação.

Os usuários resolveram a questão de vários jeitos. Alguns pegaram um cartão físico que ficava guardado em casa. Outros entraram em contato com o suporte da empresa, que aparentemente liberou a exigência. E teve gente que cancelou a corrida na Uber e recorreu a outro app de viagens de carro.

O Tecnoblog tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa da Uber desde sexta-feira (21) para entender qual o objetivo dessa verificação, se ela será adotada para todos e se há alguma mudança planejada a partir das reclamações dos usuários. A empresa, porém, não respondeu às mensagens enviadas. Caso responda, atualizaremos este texto.

Relacionados

Relacionados