Preso duas vezes por corrupção, Jay Y. Lee vira presidente executivo da Samsung

Herdeiro da Samsung, Jay Y. Lee foi preso por corrução em 2017 e 2021; executivo recebeu perdão empresarial em agosto, permitindo a indicação ao cargo

Bruno Gall De Blasi
Por

Samsung mexeu na sua hierarquia. A gigante sul-coreana informou, nesta quinta-feira (27), que Jae-yong Lee será o novo presidente executivo da companhia. Além de ser o neto do fundador da fabricante de celulares Galaxy, o executivo também é conhecido por ter sido preso duas vezes por corrupção na Coreia do Sul.

Samsung nomeia Jay Y. Lee como presidente executivo (Imagem: Reprodução)
Samsung nomeia Jay Y. Lee como presidente executivo (Imagem: Reprodução)

O anúncio vem de um comunicado da empresa. Em nota, a fabricante informou que Lee recebeu as bênçãos dos diretores da Samsung. “O Conselho citou o atual ambiente de negócios global incerto e a necessidade premente de maior responsabilidade e estabilidade dos negócios ao aprovar a recomendação”, explicaram.

Jay Y. Lee foi preso na Coreia do Sul por corrupção

A aprovação do conselho acontece após uma extensa polêmica envolvendo o neto de Lee Byung-chull, fundador da Samsung. Em fevereiro de 2017, Jae-yong foi preso na Coreia do Sul durante uma investigação de corrupção. Depois, em agosto, o herdeiro da gigante sul-coreana foi condenado pelas autoridades do país asiático

Lee Jae-yong, como é conhecido na Coreia, encarou outra polêmica anos depois. Em 2021, o atual presidente executivo foi preso mais uma vez. O episódio deu sequência à guerra judicial, mas, em agosto de 2022, o empresário recebeu um perdão presidencial, permitindo a sua volta à Samsung.

Com o caminho liberado, Jae-yong, aos 54 anos, assumiu o cargo de presidente executivo da empresa. O herdeiro foi indicado após a morte de seu pai, Lee Kun-hee, em outubro de 2020, quando tinha 78 anos

Jay Y. Lee é o novo presidente executivo da Samsung (Imagem: Reprodução)
Jay Y. Lee é o novo presidente executivo da Samsung (Imagem: Reprodução)

Samsung se saiu bem com a venda de celulares

A indicação do executivo veio à tona junto ao anúncio dos resultados financeiros. Segundo o relatório, no terceiro trimestre de 2022, a empresa teve um lucro operacional de 10,85 trilhões de won sul-coreanos, uma queda de 23% em relação ao trimestre anterior. Comparando com o mesmo período de 2021, a redução foi de 31,4%.

Apesar do resultado, a empresa teve bons momentos na divisão de celulares. O negócio rendeu um lucro operacional e 3,24 trilhões de won graças ao lançamento do Galaxy Z Flip 4 e Galaxy Z Fold 4, os novos dobráveis da marca. A Samsung também teve uma receita geral de 76,78 trilhões de won nos últimos três meses.

Com informações: EngadgetSamsung (Newsroom) e The Verge

Relacionados

Relacionados