Hackers teriam pirateado beta do The Sims 5 e criado tokens de acesso

Project Rene, cotado como o futuro The Sims 5, teve seu playtest lançado na última semana; hackers afirmam que foi possível crackear o jogo

Felipe Freitas
Por

Anunciado em 18 de outubro, o Project Rene, possível The Sims 5, foi hackeado em seu beta fechado. Hackers divulgaram para o Insider Gaming que falhas no playtest do jogo permitiram que tokens de acesso fossem criados. Com essa ferramenta em mãos, beta testers mal intencionados podem liberar o acesso a qualquer jogador — sem precisar de uma aprovação da EA.

Get Together
Dançou, EA? (Imagem: Divulgação/EA)

Não foi revelado se essas fontes chegaram a vender ou entregar os tokens para interessados em participar do teste do jogo. Os convites oficiais para o “beta fechado” do Project Rene foram enviados aos integrantes do programa de playtest da EA, com o teste começando no dia 25 de outubro.

Hackear o The Sims 5 foi “bem fácil”

Ainda de acordo com as fontes do Insider Gaming, hackear o jogo “foi realmente fácil”. O Project Rene, que ainda não dá para “cravar” como The Sims 5, não está encriptado e está rodando na Unreal Engine. Com essas vulnerabilidades, burlar a segurança do jogo não demandou muito esforço.

Os tokens de acesso do beta utilizam a Denuvo, que não é lá uma das tecnologias anticheat mais queridas pelos gamers por afetar o desempenho de jogos no PC. Para piorar, este é mais um caso da Denuvo falhando na segurança de um game. 

Tom Henderson, respeitado repórter de games que assina a notícia, afirma que os hackers mostraram uma gameplay do The Sims 5/Project Rene em um servidor P2P sem usar os servidores da EA.

O “beta fechado” também permitiu que os convidados chamassem três jogadores para participarem do teste (“convide seu amigo hacker”). Além disso, a EA criou um servidor no Discord para que os participantes se comunicassem e tivessem com quem jogar.

Project Rene (Imagem: Reprodução)
Imagem do Project Rene durante a apresentação (Imagem: Reprodução)

Playtest de Project Rene é elogiado

Apesar do problema, outra fonte participante do teste elogiou o jogo. “Todo mundo está amando no Discord do playtest”, disse o jogador. O Project Rene indica uma mudança no formato repetitivo da franquia The Sims. A apresentação do game (e o formato do convite para o playtest) sugere que ele terá um foco maior em multiplayer.

O Project Rene permitirá crossplay e maior colaboração entre jogadores, seja na criação ou no compartilhamento de conteúdo. Hoje, a Galeria do The Sims permite que jogadores subam suas criações, mas estamos em 2022 e isso não é o bastante. 

A comunicação entre pessoas está mais acessível, tanto que a EA criou um servidor no Discord para os participantes do playtest — ou seja, o jogo nem precisa de um chat de voz no multiplayer. Só precisa permitir que amigos se divirtam online. Assistir a um amigo criar e jogar com todo o círculo social no The Sims 4 é divertido, mas participar do jogo é muito melhor.

Com informações: Insider Gaming

Relacionados

Relacionados