Com estes chips da Qualcomm, áudio lossless espacial pode chegar a mais fones

Novos chips de plataforma Snapdragon Sound trazem melhorias em cancelamento de ruído, conexão Bluetooth e latência para games

Giovanni Santa Rosa
Por

Direto do Havaí — Nem só de processadores de celular vive a Qualcomm. A empresa também cria chips para fones de ouvido, e dois deles foram apresentados durante o Snapdragon Summit, no Havaí, nesta quarta-feira (16). O S5 Gen 2 e o S3 Gen 2, da plataforma Snapdragon Sound, trazem recursos como rastreamento de cabeça, qualidade de áudio lossless e latência baixa para voz.

Fone LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Fone LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A Qualcomm não detalhou as diferenças entre os dois, apenas mencionou os recursos da plataforma. Em conversa com o Tecnoblog, Mike Canevaro, diretor de Snapdragon Sound na Qualcomm, diz que o S5 Gen 2 é mais customizável e permite que as fabricantes adaptem os recursos para seus fones. Por outro lado, o S3 Gen 2 é um pacote “pronto para uso”, por assim dizer.

De qualquer forma, é de se imaginar que nem tudo esteja presente no S3 Gen 2, destinado a fones intermediários.

A primeira geração foi apresentada em fevereiro de 2022, durante o Mobile World Congress, em Barcelona (Espanha).

Áudio espacial

Um recurso bastante em alta nos últimos anos é o áudio espacial, que “coloca” diferentes instrumentos ou personagens em posições próprias, para dar a ideia de que o som está vindo naquela direção. Ele está presente na segunda geração do Snapdragon Sound.

Recursos dos chips S5 e S3 Gen 2
Recursos dos chips S5 e S3 Gen 2 (Imagem: Giovanni Santa Rosa / Tecnoblog)

Os fones poderão rastrear a posição da cabeça do usuário e adaptar as direções do som de acordo com o movimento. A ideia é que cada fonte de som esteja ancorada a um ponto específico do seu ambiente, para criar uma experiência mais imersiva.

Pense assim: você está de frente para a tela e ouve um som de guitarra no fone esquerdo; ao virar para a esquerda, os fones entendem esse movimento e passam a tocar aquela guitarra como se ela estivesse diante de você.

Cancelamento de ruído e detecção de voz

Chip S5 Gen 2 da Qualcomm é destinado a fones de ouvido
Chip S5 Gen 2 da Qualcomm é destinado a fones de ouvido (Imagem: Divulgação / Qualcomm)

Quase todo fone Bluetooth hoje em dia tem algum recurso de cancelamento de ruído. Os novos chips da Qualcomm contam com a terceira geração da tecnologia Adaptive Active Noise Cancellation da Qualcomm, que se adapta melhor a diferentes cenários.

Além de melhorar o cancelamento de ruído, há o modo Adaptive Transparency, que libera os sons externos em momentos que o usuário precisa escutar o que acontece ao seu redor.

O recurso agora conta com detecção de fala. Isso não chega a ser uma novidade — fones como o Sony WH-1000XM4 já faziam isso em 2020.

Segundo a Qualcomm, isso possibilita “transições suaves entre o cancelamento de ruído imersivo e a passagem natural de som quando o ouvinte precisa ouvir o mundo ao seu redor”.

Áudio lossless e Bluetooth LE Audio

Os chips trazem suporte ao aptX, codec proprietário da Qualcomm com qualidade de áudio lossless.

Outro recurso mencionado pela empresa é a compatibilidade com o Bluetooth 5.3 em modo dual, além do Bluetooth LE (Low Energy) Audio, que promete gastar menos bateria.

Ainda em conectividade, o Auracast Broadcast Audio dos chips serve para tocar a mesma música, filme ou podcast em vários fones simultaneamente.

Quando chega?

A empresa diz que os primeiros produtos comerciais com S5 Gen 2 e S3 Gen 2 devem ser lançados no segundo semestre de 2023.

Giovanni Santa Rosa viajou ao Havaí a convite da Qualcomm.

Relacionados

Relacionados