Snapdragon AR2 Gen 1 é anunciado e estará em óculos inteligentes da Xiaomi

Nova plataforma de chips da Qualcomm é 40% menor e gasta metade da energia do XR2 Gen 1, usado em headsets de realidade virtual

Giovanni Santa Rosa
Por

Direto do Havaí — Nesta quarta-feira (16), a Qualcomm anunciou o Snapdragon AR2 Gen 1, um conjunto de chips destinado a óculos de realidade aumentada. Segundo a empresa, esta plataforma será usada pela Xiaomi, Lenovo, LG e mais fabricantes.

Snapdragon AR2 Gen 1
Snapdragon AR2 Gen 1 (Imagem: Divulgação / Qualcomm)

É bem provável que você não aguente mais ouvir falar em metaverso nem tenha planos de comprar um headset de realidade virtual. Mesmo assim, o assunto continua na boca das empresas e teve seu espaço no Snapdragon Summit.

Antes de prosseguir, vale explicar (ou relembrar, para quem já sabe) a diferença entre realidade virtual e realidade aumentada. A primeira “cria” um cenário totalmente novo ao redor do usuário, no visor do headset; a segunda apenas sobrepõe alguns elementos ao mundo real, usando as lentes de um óculos.

Como você pode imaginar, a realidade aumentada demanda menos processamento que a realidade virtual. E é justamente aí que entra o AR2 Gen 1: ele é uma plataforma que gasta menos energia e é mais leve que o XR2 Gen 1, para ser usado em óculos, não em headsets.

Ele é fabricado com processo de 4 nm, assim como o Snapdragon 8 Gen 2. Em relação ao XR2 Gen 1, ele tem desempenho de inteligência artificial 2,5 vezes melhor, gasta a metade da energia e ocupa uma área 40% menor.

Um chip para óculos confortáveis

O AR2 Gen 1 é composto por três chips: um processador de realidade aumentada, um coprocessador e um chip de conectividade. Dois ficam nas hastes dos óculos, e um fica na ligação entre as lentes.

Componentes do Snapdragon AR2 Gen 1
Componentes do Snapdragon AR2 Gen 1 (Imagem: Divulgação / Qualcomm)

Assim, o peso fica distribuído, e é possível criar armações confortáveis e bonitas. A Qualcomm diz que a ideia é que os acessórios possam ser usados por longos períodos, sem cansar.

Parte das tarefas fica por conta de um dispositivo host, que pode ser um smartphone ou um PC, por exemplo.

Recursos

O AR2 Gen 1 oferece suporte a até nove câmeras, para entender melhor o ambiente e os movimentos do usuário.

AR2 Gen 1 é exclusivo para realidade aumentada
AR2 Gen 1 é exclusivo para realidade aumentada (Imagem: Giovanni Santa Rosa / Tecnoblog)

Há também um motor de aceleração de hardware dedicado e um acelerador de inteligência artificial, para reduzir a latência de interações como o rastreamento das mãos.

A plataforma conta com o FastConnect 7800, o mesmo usado no Snapdragon 8 Gen 2, que promete latência de menos de 2 ms e tem suporte ao Wi-Fi 7, padrão que ainda não está pronto.

Quando chega?

Segundo a Qualcomm, a plataforma será usada por fabricantes como Lenovo, LG, Oppo, TCL Tencent e Xiaomi, entre outras. A empresa não dá datas — ela diz apenas que os produtos estão em diferentes fases de desenvolvimento.

Giovanni Santa Rosa viajou ao Havaí a convite da Qualcomm.

Relacionados

Relacionados