Galaxy A14 5G, próximo celular barato com 5G, já pode ser vendido no Brasil

Celular da Samsung deve trazer ficha técnica de entrada; Galaxy A14 5G foi homologado pela Anatel com bateria de 5.000 mAh

Bruno Gall De Blasi Everton Favretto
Por e

O 5G poderá ser explorado por mais brasileiros em breve. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) homologou, nesta quarta-feira (14), o Galaxy A14 5G, um celular da Samsung que deve chegar às lojas com um preço acessível. Com a certificação, o smartphone já pode ser oficialmente comercializado no Brasil.

Sucessor do Galaxy A13 5G (foto), Galaxy A14 5G é homologado pela Anatel (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Sucessor do Galaxy A13 5G (foto), Galaxy A14 5G é homologado pela Anatel (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Os documentos de homologação acessados pelo Tecnoblog são destinados ao celular de modelo SM-A146M/DS. De acordo com uma certificação da Wi-Fi Alliance, o telefone chegará às lojas com o nome comercial Galaxy A14 5G.

Os arquivos da Anatel apontam outros detalhes do telefone. É o caso das unidades fabris localizadas em Campinas (SP), Manaus (AM), Coreia do Sul e Vietnã.

No certificado de conformidade técnico, ainda há a informação de que o modelo será compatível com o 5G SA e NSA e o Wi-Fi 802.11 b/g/n/ac.

Por dentro, o lançamento vai abrigar a bateria EB-BA146ABY com capacidade nominal de 4.900 mAh. Espera-se que a peça seja apresentada com capacidade típica de 5.000 mAh.

Também é aguardado que o celular seja vendido com o carregador EP-TA200 na caixa. O acessório possui 15 watts e uma porta USB-A.

Não há menções à presença dos fones de ouvido na caixa.

Galaxy A14 5G é homologado pela Anatel (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Galaxy A14 5G é homologado pela Anatel (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Celular pode ajudar a popularizar o 5G

O Galaxy A14 5G dá sequência a outros modelos mais simples da marca sul-coreana.

Como sugerido pelo nome, o smartphone pode trazer ficha técnica menos robusta, assim como o Galaxy A13 5G, que tem processador MediaTek Dimensity 700, 4 GB de RAM e câmera tripla de 50 megapixels. Mas a Samsung, infelizmente, nunca lançou o celular no Brasil.

No lugar, a marca apresentou a edição 4G em março com especificações lideradas pelo Exynos 850. O Galaxy A13 brasileiro, por outro lado, tinha câmera quádrupla de 50 MP e desembarcou no Brasil por R$ 1.799.

Felizmente, o preço sugerido não se segurou por muito tempo: menos de um ano depois do lançamento, o Galaxy A13 4G já é encontrado no varejo por volta de R$ 1,1 mil nesta sexta-feira (16).

A queda é de quase 40%.

Isto significa que a marca pode ampliar o seu portfólio de aparelhos com 5G para atender um público maior.

Afinal, da geração atual, o Galaxy A53 5G, que está à venda no Brasil por cerca de R$ 1,8 mil, é o modelo mais barato da família Galaxy A compatível com a tecnologia.

Na linha Galaxy M, também temos o Galaxy M23 5G por aproximadamente R$ 1,3 mil.

A Samsung ainda não revelou seus planos de lançamento. Portanto, é preciso aguardar para descobrir o preço de estreia do Galaxy A14 5G, caso seja lançado no Brasil.

O que esperar do Galaxy A14 5G?

Integrante da próxima geração, o Galaxy A14 5G tende a compor a lista de modelos intermediários de 2024.

Como já informado, a Samsung tende a manter a bateria de 5.000 mAh no smartphone. Além disso, conforme observado pelo MySmartPrice com base nas informações da Wi-Fi Alliance, o celular pode sair da caixa com o Android 13 sob a One UI 5.

As demais especificações, no entanto, ainda são um mistério.

Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Everton Favretto

Assistente de Conteúdo

Everton Favretto é bacharel em Tecnologias Digitais pela UCS e caça homologações da Anatel para o Tecnoblog. Gosta de telefones (velhos e novos) e está sempre pronto para falar de aviões. Consegue identificar um modelo de 737 olhando para a fotografia dele e tem um Raspberry Pi Zero W na sacada só para rastrear as aeronaves por ADS-B.

Relacionados

Relacionados