Serviço de bloqueio de CPF é lançado em São Paulo por menos de R$ 4

Custando um preço simbólico mensalmente, serviço já pode ser acessado pelos cidadãos do estado; confira um passo a passo para bloquear seu CPF

Ricardo Syozi
Por

Com o objetivo de prevenir fraudes através do cadastro de pessoa física, agora é possível solicitar o bloqueio dos dados pessoais. Assim, o Serviço de Proteção ao CPF foi lançado na quarta-feira (28) no Estado de São Paulo. O recurso já está disponível pelo portal Redesim e tem como custo uma taxa no valor de R$ 3,77.

CPF (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
CPF (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

O projeto foi desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, a partir da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp). Qualquer cidadão de SP pode acessar o sistema do Integrador Estadual, também conhecido como Redesim, e realizar a solicitação do bloqueio de seus dados pessoais.

Dessa maneira, informações como o CPF ficarão impedidas de serem utilizadas por terceiros sem o consentimento do dono.

Por outro lado, é importante destacar que a interrupção é válida apenas por um mês. Ou seja, é necessário renovar o pedido mensalmente, sempre desembolsando o valor de R$ 3,77. Em situações de documentos roubados, furtados ou extraviados, não há cobrança alguma. Porém, há a necessidade de apresentar boletim de ocorrência ou declaração de pobreza.

Se por algum motivo o cidadão desejar fazer o desbloqueio de seus dados pessoais, será preciso solicitar através do canal “Fale conosco” do portal. Essa opção é gratuita.

Como bloquear o seu CPF

  1. Acesse a página da Redesim do Estado de São Paulo;
  2. Clique no botão de login no canto superior direito;
  3. Em seguida, entre com sua conta do Gov.BR;
  4. Na sua página de perfil, role para baixo até encontrar a opção “Proteção de CPF”;
  5. Confira se o número de seu CPF e nome completo estão corretos. Por fim, clique em “Bloquear CPF”.

Vale apontar que ao requerer o bloqueio, a pessoa não poderá mais abrir empresas ou realizar alterações que envolvam integrantes com o CPF bloqueado.

como bloquear cpf
Página de bloqueio de CPF na Redesim (Imagem: Tecnoblog)

Vazamento de dados deu dor de cabeça em 2021

No começo de 2021, um baque ocorreu nos sistemas do país, quando um hacker anunciou que havia roubado 223 milhões de CPFs.

Como resultado, o criminoso colocou lotes de informações à venda, nem mesmo falecidos escaparam do vazamento. Dados como nome completo, data de nascimento e gênero de muitos indivíduos foram expostos em um fórum na internet.

A partir daí, tanto o STF quanto a OAB pressionaram a ANPD (Agência Nacional de Proteção de Dados) a investigar a fundo o ocorrido. Consequentemente, a Polícia Federal realizou uma operação e acabou prendendo um suspeito.

Seja como for, a novidade que permite o bloqueio de CPF é um passo interessante para a proteção de dados, algo tão complexo em um mundo altamente conectado.

Ricardo Syozi

Repórter

Ricardo Syozi é jornalista apaixonado por tecnologia e especializado em games atuais e retrôs. Já escreveu para veículos como Nintendo World, WarpZone, MSN Jogos, Editora Europa e VGDB. Possui ampla experiência na cobertura de eventos, entrevistas, análises e produção de conteúdos no geral. Entrou para o Tecnoblog em 2021.

Relacionados

Relacionados