De novo, Xiaomi quebra o próprio recorde em número de celulares lançados

Xiaomi lançou 66 celulares em 2022, quase 17% de modelos a mais em relação a 2021; marca chinesa é a terceira maior da América Latina

Bruno Gall De Blasi
Por
Xiaomi lançou mais celulares em 2022 do que em 2021 (de novo) (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Xiaomi lançou mais celulares em 2022 do que em 2021 (de novo) (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Diferentemente da Samsung e da Motorola, a Xiaomi manteve o ritmo e lançou ainda mais celulares em 2022. Ao todo, a companhia apresentou mais de sessenta modelos entre janeiro e dezembro, com destaque ao Xiaomi 13, Xiaomi 12T Pro, Redmi Note 11 e o recém-lançado Redmi K60. É o que mostra um levantamento feito pelo Tecnoblog com a base de celulares do GSMArena.

A compilação levou em consideração os principais fabricantes da América Latina.

De acordo com a Counterpoint Research, a Xiaomi foi a terceira maior marca da região no 3º trimestre de 2022. A companhia chinesa aparece entre as únicas a crescer no período que registrou uma retração nas vendas de telefones na região.

“A Xiaomi continuou a crescer entrando em novos países e expandindo tanto a operadora quanto seus próprios canais de varejo”, explicou Andres Silva, analista de pesquisa da consultoria. “Isso impulsionou o crescimento da participação e do volume de remessas da Xiaomi na região.”

A liderança é ocupada pela Samsung e Motorola, respectivamente, que lançaram menos celulares neste ano em relação ao ano passado.

Veja quantos celulares da Xiaomi foram lançados em 2022 (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Veja quantos celulares da Xiaomi foram lançados em 2022 (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Xiaomi expande o portfólio mais uma vez

A Xiaomi é uma das empresas que mais diversificam o seu catálogo de produtos.

Não à toa, a companhia foca tanto em relançamentos quanto em variantes para que um único modelo atenda diversos públicos simultaneamente. Ou seja, você consegue encontrar celulares com foco em fotografia, desempenho ou bateria, por exemplo, sem dificuldade.

A companhia manteve o ritmo de expansão. Só em 2022, foram 66 lançamentos, um crescimento de quase 17% na comparação anual.

Em 2020, foi basicamente um celular por semana.

Vale lembrar que a empresa é uma das poucas que aproveitaram a última semana do ano para revelar novos produtos.

É o caso da linha Redmi K60, apresentado nesta terça-feira (27). O destaque fica para o Redmi K60 Pro, que possui câmera tripla de 50 megapixels e ficha técnica avançada com o Snapdragon 8 Gen 2.

Xiaomi Redmi Note 11 com MIUI 13 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Xiaomi Redmi Note 11 com MIUI 13 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Redmi Note 11 se destacou na América Latina

A família Redmi Note 11 compõe as linhas de sucesso da Xiaomi. E não é à toa: no relatório da Counterpoint Research, a consultoria observou que o lançamento da linha contribuiu para o crescimento da fabricante na região no terceiro trimestre de 2022.

O modelo desembarcou no Brasil em abril. Na época, a DL Eletrônicos apresentou o Redmi Note 11 e o 11S por R$ 2.599 e R$ 2.999, respectivamente. A empresa também trouxe o Redmi Note 11 Pro e Redmi Note 11 Pro 5G ao país.

Mas o modelo não ficou só. Em outubro, a Xiaomi revelou os sucessores do smartphone, com destaque ao Redmi Note 12 Pro+, que possui recarga de 210 watts (!).

Com câmera de 200 megapixels, Xiaomi 12T Pro é oficializado (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Com câmera de 200 megapixels, Xiaomi 12T Pro é oficializado (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Xiaomi lançou celular com câmera de 200 MP

Depois da Motorola, a Xiaomi revelou um smartphone com muitos megapixels: o Xiaomi 12T Pro.

O modelo deu as caras em outubro e se destacou pela câmera principal de 200 megapixels. O lançamento ainda contava com outros grandes atributos, como o processador Snapdragon 8+ Gen 1 e a recarga de 120 watts.

O Xiaomi 13 também focou em fotografia. Com lentes Leica, o smartphone possui câmera tripla de 50 megapixels e foi um dos primeiros do mercado a trazer o Snapdragon 8 Gen 2.

O mesmo aconteceu com o Xiaomi 12S Ultra, que até tem um módulo de câmeras enorme. Em um experimento com o celular, a fabricante utilizou uma lente intercambiável no smartphone.

Relacionados

Relacionados