Nvidia anuncia GeForce Now para carros e criação colaborativa no Omniverse

Empresa divulgou atualizações para sua plataforma de metaverso e novidades no ramo automativo, com Foxconn utilizando Nvidia DRIVE Hyperion

Felipe Freitas
Por

Nesta terça-feira (3), a Nvidia apresentou na CES 2023 novidades que está trazendo para o automóveis e Omniverse — sua plataforma de metaverso. Entre os destaques anunciado estão a chega do Nvidia GeForce NOW para veículos, parceria com Foxconn e ambiente de criação colaborativo em tempo real para artistas.

GeForce Now
GeForce Now (Imagem: Divulgação/Nvidia)

Ainda não há previsão de quando o GeForce Now, serviço de streaming de jogos em nuvem da Nvidia, estará disponível nos carros. Porém, as primeiras marcas a lançarem veículos equipados com o serviço serão a Hyundai, Polestar e BYD. No Omniverse, a fabricante continua mostrando um “metaverso” mais palpável — e funcional.

Adeus Peppa Pig no banco de trás, olá The Witcher

Streaming de jogos em nuvem está se tornando uma aposta das empresas. Não por menos, já que uma companhia populariza o acesso a milhares de jogos sem que o consumidor compre uma console ou computador. O serviço está fazendo sucesso. E a Nvidia deu um passo adiante nessa proposta.

O GeForce Now da Nvidia será disponibilizado em modelos das marcas Hyundai, Polestar e BYD, estas últimas fabricantes de carros elétricos. Ainda não há previsão de quando esses carros chegarão ao mercado. Em comum, todos essas marcas já utilizam a plataforma Nvidia DRIVE em alguns veículos.

Em resposta ao Tecnoblog, Danny Shapiro, vice-presidente da divisão de automóveis da Nvidia, disse que o GeForce Now para carros estará disponível nos planos já existentes do streaming. Os donos dos veículos com suporte para o serviço poderão usá-lo pelo plano gratuito ou, se forem assinantes, pelos planos prioritários.

GeForce Now será lançados para carros da BYD, Hyundai e Polestar (Imagem: Divulgação/Nvidia)
GeForce Now será lançados para carros da BYD, Hyundai e Polestar (Imagem: Divulgação/Nvidia)

Shapiro ainda explicou que a proposta do GeForce Now é manter uma integração entre diferentes dispositivos do jogador, como os streaming de vídeos fazem quando você para de ver um filme na Smart TV e continua no celular.

E como esperado, o GeForce Now em veículos exigirá uma conexão 5G ou 4G na estrada para ter um desempenho fluído — isso, claro, pensando nos passageiros do banco traseiro. Porém, em uma situação na qual se está dentro do carro esperando alguém, o uso de Wi-Fi será uma opção muito bem-vinda.

Parceria com a Foxconn cria nova fornecedora

Foxconn e Nvidia anunciam nova parceria (Imagem: Divulgação/Foxconn)
Foxconn e Nvidia anunciam nova parceria (Imagem: Divulgação/Foxconn)

A Nvidia revelou que a Foxconn será fornecedora de ECUs (unidade de controle eletrônico) produzidas com a plataforma Nvidia DRIVE Orion, além de divulgar que a fabricante de chips utilizará a plataforma DRIVE Hyperion em “veículos elétricos fabricados pela Foxconn”. Aqui a ambiguidade deixa a imaginação fluir.

Em outubro de 2022, a Foxconn divulgou que o seu protótipo Model C será lançado na segunda metade de 2023. O anúncio da parceria com a Nvidia não especifica se a plataforma Nvidia DRIVE Hyperion será usada no carro da Foxconn ou em uma de suas clientes — a empresa de Taiwan fábrica veículos para a Yulon, Lordstown Motors e tem uma parceria tecnológica com a Stellantis.

Omniverse é um metaverso que funciona

Enquanto a Meta e outras empresas imaginam o metaverso como um espaço para as pessoas interagirem a distância, seja por lazer ou trabalho, algo que o público não está engolindo, a Nvidia foca o seu metaverso no uso profissional — e vai dando certo.

A Nvidia divulgou o case da Mercedes-Benz, que está usando o conceito de Digital Twin no Omniverse para simulações de mudanças no layout da linha de produção. A adoção dessa tecnologia permite que a montadora estude alterações no chão de fábrica virtualmente, sem interromper a fabricação das outras linhas.

Desse modo, a Mercedes-Benz não tem prejuízo ao lançar um novo modelo. Toda fabricante de carros, quando cria um veículo, precisa incluir a linha de produção na fábrica, reajustando toda a configuração do espaço. Com o uso de Digital Twin, as fabricantes não param a produção dos outros modelos para estudar o layout mais eficiente.

Mercedes-Benz testa layouts das fábricas pelo Nvidia Omniverse (Imagem: Divulgação/Nvidia)
Mercedes-Benz testa layouts das fábricas pelo Nvidia Omniverse (Imagem: Divulgação/Nvidia)

Além da montadora alemã, a Hyundai utiliza o conceito de Digital Twin na fabricação de seus veículos elétricos. Contudo, mesmo sendo cliente da plataforma Nvidia DRIVE, a fabricante da Coreia do Sul utiliza a Azure (Microsoft) para os seus trabalhos de Digital Twin.

Na sua apresentação, a Nvidia ainda mostrou como o seu Omniverse pode ser útil no desenvolvimento do interior de um veículo, com equipes trabalhando de diferentes lugares. Isso se assemelha com a “jam session” criativa que está mais adiante no texto.

Quando se fala em metaverso, a imagem de um Second Life ou cerveja de pixels (como ironizou a Heineken em uma campanha) costuma vir à cabeça. Como nada supera sair com os amigos de verdade, as pessoas viram a cara para isso. Porém, esses usos profissionais, como faz a Mercedes com o Nvidia Omniverse e a Hyundai com a Azure, é que prometem ser uma revolução digital.

Nvidia apresenta “jam session” para criadores

A Nvidia também divulgou atualizações para o Omniverse. Entre os updates da plataforma está o suporte para criação colaborativa em tempo real de projetos 3D. O vice-presidente de Omniverse da Nvidia, Richard Kerris, chamou a ideia de uma “jam session criativa”.

A novidade permite a integração de arquivos de diferentes softwares na plataforma Omniverse. Por exemplo, um profissional pode produzir um arquivo na Unreal Engine e outro cria conteúdo pelo Blender. Em tempo real, eles podem renderizar suas produções no mesmo arquivo. Veja o vídeo exemplificando.

YouTube video

Relacionados

Relacionados