Tá Telecom é a nova operadora de celular criada por 70 provedores regionais

Operadora virtual utiliza rede da TIM e enxerga 10 milhões de potenciais clientes; planos começam em R$ 32 e incluem WhatsApp sem descontar da franquia

Lucas Braga
Por

O mercado de telefonia móvel no Brasil é bem concentrado, e 97% das linhas pertencem à Claro, TIM e Vivo. Um grupo de pequenos provedores quer mudar o cenário com a Tá Telecom, uma nova operadora virtual formada por mais de 70 ISPs regionais.

Site da Tá Telecom
Site da Tá Telecom (Imagem: Reprodução)

A Tá Telecom surgiu a partir da Iniciativa 5G Brasil, grupo de pequenos provedores cujo objetivo era arrematar frequências no leilão do 5G e estabelecer uma nova operação móvel no Brasil. No entanto, as teles não levaram nenhum bloco, e a forma encontrada para entrar no mercado de telefonia celular foi através do modelo de MVNO.

De acordo com o Telesíntese, a Tá Telecom terá lojas físicas em mais de 1.600 cidades brasileiras, e enxerga 10 milhões de potenciais clientes — os mesmos que já são atendidos pelos provedores de internet fixa. A tele irá operar em todos os 67 DDDs brasileiros através da rede da TIM.

Tá, e os planos?

A Tá Telecom já tem um site, mas ainda não divulga seus planos nem como contratar o serviço. No entanto, o portal indica dois vídeos hospedados no YouTube, em que o CEO da operadora, Rudinei Carlos Gerhart, apresenta a marca para os provedores participantes.

Em um desses desses vídeos, Gerhart divulga a tabela de planos e seus preços. Confira:

PlanoPreço mensal
3 GB (2 GB do plano + 1 GB de bônus de portabilidade)
100 minutos de ligações
2 GB de bônus adicional por 6 meses
R$ 31,99
5 GB (4 GB do plano + 1 GB de bônus de portabilidade)
Ligações ilimitadas
3 GB de bônus adicional por 6 meses
R$ 42,99
8 GB (7 GB do plano + 1 GB de bônus de portabilidade)
Ligações ilimitadas
7 GB de bônus adicional por 6 meses
R$ 55,99
12 GB (11 GB do plano + 1 GB de bônus de portabilidade)
Ligações ilimitadas
9 GB de bônus adicional por 6 meses
R$ 69,99
10 GB (18 GB do plano + 2 GB de bônus de portabilidade)
Ligações ilimitadas
15 GB de bônus adicional por 6 meses
R$ 79,99
30 GB (25 GB do plano + 5 GB de bônus de portabilidade)
Ligações ilimitadas
15 GB de bônus adicional por 6 meses
R$ 89,99

Todos os planos da Tá Telecom incluem WhatsApp ilimitado — mas as ligações pelo app descontam da franquia do cliente, ao contrário de operadoras como Claro e Vivo. Caso o pacote de dados esgote, o assinante continua navegando com velocidade reduzida até o próximo ciclo.

A apresentação da Tá Telecom chama a atenção no início com grandes franquias de internet, mas a decepção vem logo em seguida: ao analisar com calma, é possível verificar que boa parte do pacote de dados tem validade de apenas seis meses. É comum que operadoras como Claro, TIM e Vivo ofereçam bônus pelo período mínimo de um ano.

Sendo assim, não achei os planos da Tá Telecom vantajosos. É possível conseguir franquias de internet maiores no pré-pago da Claro, TIM ou Vivo com o valor gasto no plano mais simples, de R$ 31,99 mensais.

O custo-benefício também é ruim nos pacotes intermediários e avançados da Tá Telecom. Por exemplo: com R$ 55 é possível contratar um plano controle da Claro ou TIM com pelo menos o dobro de internet — em alguns casos, também há acesso liberado ao Instagram, Facebook e Twitter.

Tá Telecom é mais uma MVNO da Surf Telecom

A Tá Telecom é mais uma operadora virtual credenciada da Surf Telecom, empresa responsável pelo contrato com a TIM e toda a infraestrutura, como núcleo de rede, máquinas, servidores e interconexão.

Chip da Laricel (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)
Chip físico da Lari Cel, MVNO da Surf Telecom (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

A Surf Telecom é uma velha conhecida no mercado: ela é responsável pela Correios Celular e Uber Chip, além de dezenas de operadoras móveis de times de futebol, provedores regionais e até mesmo a Lari Cel, companhia de celular da atriz Larissa Manoela.

A parte curiosa é que os planos das credenciadas da Surf costumam ser parecidos, mas os pacotes da Tá Telecom são piores. A Correios Celular cobra R$ 25 mensais por um plano com 3 GB de internet (4 GB caso o cliente programe a recarga automática), por exemplo.

Relacionados

Relacionados