Celulares Android vão enviar mensagens via satélite com Snapdragon Satellite

Snapdragon Satellite será levado primeiro a celulares com o Snapdragon 8 Gen 2; tecnologia da Qualcomm chega após o lançamento do iPhone 14

Bruno Gall De Blasi
Por

Depois do iPhone 14, as fabricantes de celulares Android já podem levar a conexão via satélite aos seus produtos. É o que promete a nova solução da Qualcomm apresentada nesta quinta-feira (5): o Snapdragon Satellite. Segundo a companhia, a novidade vai permitir que smartphones utilizem a rede da Iridium.

Celulares com Qualcomm Snapdragon 8 Gen 2 serão os primeiros a aproveitar o Snapdragon Satellite (Imagem: Giovanni Santa Rosa/Tecnoblog)
Celulares com Qualcomm Snapdragon 8 Gen 2 serão os primeiros a aproveitar o Snapdragon Satellite (Imagem: Giovanni Santa Rosa/Tecnoblog)

O recurso foi revelado durante a CES 2023.

Em nota, a Qualcomm explicou que a solução vai utilizar o seu modem para se conectar à rede de satélites de órbita terrestre baixa (LEO) da Iridium. Assim, os usuários terão mais um ponto de acesso para se comunicar com outras pessoas.

De acordo com a Iridium, a rede já oferece cobertura em todo o planeta.

O acesso à rede acontecerá via banda L, que é citada como “resistente às intempéries”, ao contrário das bandas Ka e Ku. No entanto, mesmo que seja uma solução oferecida pela fabricante de chips, isto não significa que todos os smartphones com componentes da marca terão acesso ao recurso neste momento.

Para usar o Snapdragon Satellite, é preciso que o telefone tenha o processador Snapdragon 8 Gen 2 em seu interior. E já há uma aposta de modelo com suporte ao recurso: o futuro Galaxy S23, que deve ser anunciado nas próximas semanas com a tecnologia.

Claro, a Qualcomm vai liberar o recurso para outros chips. No entanto, ainda não se sabe quando a tecnologia vai aparecer em celulares intermediários.

Snapdragon Satellite vai utilizar a rede de satélites LEO da Iridium (Imagem: Divulgação/Qualcomm)
Snapdragon Satellite vai utilizar a rede de satélites LEO da Iridium (Imagem: Divulgação/Qualcomm)

Snapdragon Satellite chegará em outros gadgets

Os smartphones não são os únicos dispositivos que vão se beneficiar da tecnologia.

A Qualcomm informou que o Snapdragon Satellite poderá ser levado a outros produtos no futuro. É o caso de computadores, tablets, veículos e outros dispositivos que dependem de acesso à internet.

“O Snapdragon Satellite está planejado para suportar Redes Não-Terrestres 5G (NTN), à medida que a infraestrutura de satélites e constelações NTN se tornam disponíveis”, informaram.

A tecnologia também não será liberada neste exato momento. A previsão é de que a novidade só dê as caras nos smartphones em “regiões selecionadas” a partir do segundo semestre de 2023.

Além disso, a solução estará limitada a trocas de mensagens e não funcionará em ambientes cobertos. Portanto, para se conectar à rede de satélites da Iridium, será necessário procurar um lugar ao ar livre.

Emergency Satelite do iPhone 14 (Imagem: Reprodução / Apple)
Emergency Satelite do iPhone 14 (Imagem: Reprodução / Apple)

iPhone 14 envia SOS por satélite

O lançamento dessa semana chega alguns meses após a estreia da família iPhone 14, que oferece conexão via satélite.

A tecnologia é voltada para usos emergenciais. Por exemplo, se você está com o carro enguiçado em lugar deserto e sem sinal de operadora ou Wi-Fi, será possível enviar um pedido de ajuda pelo celular.

A solicitação de ajuda traz informações cruciais para o resgate, como coordenadas geográficas, nível de bateria e a ficha médica. O contato às equipes de emergência é feito pela própria Apple.

Tudo isso permite que os usuários tenham mais um apetrecho para se precaver em situações de perigo.

Por outro lado, o avanço tecnológico está limitado apenas aos pedidos de emergência – ou seja, você não poderá enviar mensagens de WhatsApp via satélite e nem acessar o Instagram.

Você também pode usar a tecnologia para compartilhar sua localização pelo Find My com familiares.

Relacionados

Relacionados