ChatGPT Professional, versão premium do chatbot viral, entra em testes

Com mais disponibilidade e rapidez nas respostas, ChatGPT Professional terá cobrança mensal; valor ainda não foi definido

Emerson Alecrim
Por

O ChatGPT ficou tão popular que, para a OpenAI, companhia por trás da ferramenta, chegou a hora de ganhar dinheiro com isso. Em seu servidor no Discord, a empresa revelou planos de criar o ChatGPT Professional, versão que oferecerá mais recursos ao usuário mediante pagamento.

Inteligência artificial (imagem ilustrativa: Max Pixel)
Inteligência artificial (imagem ilustrativa: Max Pixel)

Por ora, tudo não passa de uma ideia. Nem o nome “ChatGPT Professional” foi confirmado. O valor a ser cobrado, em uma assinatura mensal, também não foi definido. Até o momento, há apenas uma lista de espera para a nova opção.

A página da lista contém uma série de perguntas, algumas das quais relacionadas ao preço da assinatura. A OpenAI pergunta, por exemplo, a partir de qual valor o interessado desistiria de pagar pelo serviço.

Esse é um sinal de que a OpenAI está com dificuldades para precificar o ChatGPT Professional. Valores muitos altos podem afastar assinantes em potencial. Valores baixos podem não ser suficientes para cobrir os custos da ferramenta.

ChatGPT tem custos operacionais

Quando brincamos com o ChatGPT, não imaginamos que a OpenAI tem gastos expressivos para manter a ferramenta. Os valores não são conhecidos publicamente. Mas, como aponta o TechCrunch, o ChatGPT roda a partir da plataforma Microsoft Azure, que não é gratuita.

Além dos custos, a OpenAI é uma empresa que, como tal, precisa de algum lucro. Até porque o ChatGPT não é o seu único “produto”. A companhia é responsável por projetos como o Dall-E 2, que gera imagens a partir de textos. Também há custos com eles, é claro.

ChatGPT também conversa em português (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
ChatGPT também conversa em português (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

O que o ChatGPT Professional irá oferecer?

O anúncio da OpenAI dá a entender que o ChatGPT “normal” vai ser mantido. Caberá à versão Professional oferecer mais recursos para justificar a sua existência, obviamente.

No formulário da lista de espera, a companhia fala em três benefícios (mas é de se presumir que haverá mais):

  • Disponibilidade permanente (muitas vezes, a versão atual tem um “blecaute”);
  • Respostas mais rápidas;
  • Nenhum limite de mensagens diárias.

Não há informação sobre quando o ChatGPT Professional será lançado. Mas não deve demorar muito. Capaz de dar respostas para numerosos tipos de perguntas, gerar códigos de programação (ainda que com resultados questionáveis) e fazer poemas, por exemplo, o ChatGPT atrai cada vez mais usuários, o que implica aumento de custos.

É verdade que há informações sobre um suposto plano da Microsoft de levar o ChatGPT para o Bing e até para as ferramentas do Microsoft 365 (Office). Isso faria a OpenAI receber um investimento generoso. Mas, mesmo que os rumores se confirmem, é prudente a empresa tentar caminhar por conta própria.

No momento, o ChatGPT Professional está em fase experimental. Por ora, os testes são restritos, razão pela qual poucos interessados terão acesso a eles.

Relacionados

Relacionados