Core i9-13900KS de 13ª geração é o primeiro chip a atingir 6 GHz no desktop

Intel classifica Core i9-13900KS como "o processador para desktops mais rápido do mundo"; modelo tem 24 núcleos e TDP base de 150 W

Emerson Alecrim
Por

O clock do processador ainda é um parâmetro importante de desempenho. É por isso que, nesta quinta-feira (12), a Intel fez questão de anunciar que o novo Core i9-13900KS, um chip de 13ª geração (Raptor Lake), é o primeiro modelo para desktops a atingir a frequência de 6 GHz, sem overclocking. Mas ele também é voraz no consumo: de 150 a 320 W.

Chip Intel Core de 13ª geração (imagem: divulgação/Intel)
Chip Intel Core de 13ª geração (imagem: divulgação/Intel)

É óbvio que esse é um chip de alto desempenho. Não por acaso, as suas especificações são muito parecidas com as do Core i9-13900K, o modelo de 13ª geração para desktops mais avançado até então.

Eis as características do Core i9-13900KS:

  • Núcleos: 24 (8 P + 16 E)
  • Threads: 32
  • Frequência base: 3 GHz (P) / 2,2 GHz (E)
  • Frequência boost: 6 GHz (P) / 4,3 GHz (E)
  • Cache: 32 MB (L2) + 36 MB (L3)
  • TDP: base de 150 W / máximo de 320 W

Os núcleos P são os de alto desempenho. Cada um é acompanhado de duas threads. Já os núcleos E, com apenas uma thread cada, são os de eficiência enérgica.

A principal diferença entre o Core i9-13900K e o Core i9-13900KS está nas frequências. Este último tem clocks um pouco maiores, razão pela pode chegar aos 6 GHz em boost.

Mas, para permitir isso, a Intel teve que ajustar o padrão de consumo. Enquanto o Core i9-13900K tem TDP de 125 W, no Core i9-13900KS, esse parâmetro fica em 150 W, com o turbo chegando a 253 W. Mas vai além. O Tom’s Hardware explica que o processador tem um perfil de consumo extremo que atinge 320 W.

Vem briga boa por aí?

O anúncio oficial do Core i9-13900KS agora, em janeiro, pode ser uma estratégia da Intel para se antecipar aos chips de alto desempenho da AMD esperados para um futuro próximo.

Pertencentes à série Ryzen 7000X3D, esses modelos não devem chegar à casa dos 6 GHz. Os rumores apontam que o clock em boost desses processadores ficará em 5,7 GHz.

Em contrapartida, há expectativa de que os chips Ryzen 7000X3D apresentem ótimo desempenho em jogos, podendo até superar a performance do Core i9-13900KS.

Por ora, a Intel celebra o seu lançamento dizendo que o Core i9-13900KS é “o processador para desktops mais rápido do mundo”. Marcus Kennedy, gerente da Intel de computação para clientes, complementa:

O Core i9-13900KS continua a excelência da nossa família Intel Core de 13ª geração mostrando os novos níveis de desempenho possíveis graças à nossa performance de arquitetura híbrida.

Jogadores avançados e entusiastas agora podem aumentar o desempenho diário como nunca antes com o primeiro processador da indústria de PCs a oferecer velocidade de 6.0 GHz de imediato.

Caixa do Core i9-13900KS (imagem: divulgação/Intel)
Caixa do Core i9-13900KS (imagem: divulgação/Intel)

Disponibilidade e preço

É claro que tudo isso pesa no bolso. Nos Estados Unidos, o Core i9-13900KS tem preço oficial de US$ 699 — R$ 3.560 na conversão direta. Por lá, as vendas começaram hoje.

Ainda não há informação sobre disponibilidade no Brasil.

Relacionados

Relacionados