Xbox vai gastar menos energia para ajudar o meio ambiente e o seu bolso

Modo "Desligamento (economia de energia)" vira opção padrão e reduz o consumo de energia em standby para 0,5 W; a novidade do Xbox já está disponível para alguns usuários

Bruno Gall De Blasi
Por

Videogames são legais, mas é importante ter atenção para evitar um consumo de energia extra sem necessidade. Pensando nisso, a Microsoft apresentou uma atualização para tornar o Xbox Series X e o Series S mais eficientes para preservar o meio ambiente e reduzir a mensalidade da conta de luz. A novidade surge através da padronização da opção Desligamento para otimizar o funcionamento do standby.

Xbox Series S e controle (Imagem: Felipe Vinha/Tecnoblog)
Xbox Series S e controle (Imagem: Felipe Vinha/Tecnoblog)

Em nota no blog do Xbox nesta quarta-feira (11)., a Microsoft ressaltou a meta de zerar as emissões de carbono até 2023. Por isso, as atualizações do videogame focam bastante em eficiência e no uso de fontes de energia limpas.

Comecemos pela opção “Desligamento (economia de energia)”, que se tornará padrão no lugar da definição “Em Suspensão”.

A definição reduz o consumo de energia para 0,5 watts quando o videogame está em standby. Enquanto isso, o modo Em Suspensão gasta entre 10 e 15 watts, mas oferece um boot quase que instantâneo.

Todavia, essa velocidade não chega a ser bem um benefício. Afinal, o videogame leva apenas cerca de quinze segundos para sair do standby ao utilizar o Desligamento.

A opção ainda mantém outros recursos em funcionamento. Segundo a Microsoft, o videogame continuará recebendo atualizações normalmente durante a noite.

“Recursos remotos são suportados enquanto o console está ligado”, explicaram. “Entretanto, o despertar remoto não é suportado enquanto o console está desligado.”

Ou seja, o videogame fica mais eficiente, continua atualizando normalmente, não perde desempenho e mantém uma inicialização rápida.

Xbox One também terá acesso às novas opções de energia (Imagem: Louis Philipe Poitras/Unsplash)
Xbox One também terá acesso às novas opções de energia (Imagem: Louis Philipe Poitras/Unsplash)

Opção de energia do Xbox é mais sustentável

E, de fato, é um grande benefício para todos nós.

A Microsoft relatou que, com o Desligamento, o uso de energia cai vinte vezes em relação ao modo Em Suspensão. A otimização na eficiência ajuda tanto o meio ambiente quanto o bolso do usuário.

“Para cada dois consoles que usam a opção Desligamento (economia de energia) por um ano, economizamos a quantidade equivalente de carbono removida por uma árvore plantada e cultivada por uma década”, apontaram.

Mas não são todos que vão aproveitar a novidade neste primeiro momento. Desde quarta-feira (11), a atualização está sendo distribuída apenas para o Xbox Series S e o Series X cadastrado no programa experimental Xbox Insiders.

Os proprietários do Xbox One também contam com a novidade disponível para download.

Configuração do Active Hours do Xbox (Imagem: Divulgação/Microsoft)
Configuração do Active Hours do Xbox (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Xbox terá opção para escolher prazo de atividade

Se o tempo de boot realmente é uma questão importante para você, a Microsoft não deixou esta preocupação de lado.

Além de definir o Desligamento como padrão, participantes do Insiders também receberam acesso ao recurso “Active Hours”. E como o próprio nome sugere, trata-se de uma ferramenta atrelada à opção Em Suspensão para selecionar uma janela para manter o console ativo.

Tudo isso auxilia os usuários que têm uma rotina, por exemplo. Se você gosta de jogar depois do trabalho, basta definir a um período entre 18h às 21h para despertar o videogame. Assim, o console sempre estará pronto para você rodar seus games favoritos.

A opção agiliza o boot do Xbox e oferece um esquema de consumo de energia diferente.

Isto porque, na janela de tempo especificada, o console permanecerá em um modo standby que gasta até 15 watts. Mas, ao encerrar esse período, o videogame vai desligar completamente e utilizar apenas 0,5 watts.

“Consoles Xbox One terão a opção de configurar suas horas ativas, que virá com a configuração predefinida de “sempre ativo” a não ser que seja modificado”, afirmaram.

Xbox Series X (Imagem: Felipe Vinha/Tecnoblog)
Xbox Series X (Imagem: Felipe Vinha/Tecnoblog)

Console terá downloads com “consciência de carbono”

As novidades, por si só, já causam um impacto significativo. Mas a Microsoft quer ir além ao oferecer “downloads e atualizações de games com consciência de carbono”.

O que isto significa? Bem, a fabricante prometeu “reduzir pegadas de carbono” ao oferecer um sistema mais inteligente ao console.

Segundo a companhia, se houver dados regionais de intensidade de carbono disponíveis, o videogame vai agendar as atualizações de apps, jogos e sistema para horários “durante a janela de manutenção noturna”. Dessa forma, os arquivos serão baixados em um período com uma maior proporção de eletricidade “vindo de fontes com baixo teor de carbono”.

“Por exemplo, ao invés do seu Xbox despertar durante a janela de manutenção noturna em um horário aleatório entre 2h e 6h da manhã, o seu console despertará em um horário que poderá usar a energia mais renovável na sua rede de energia local. Esse mecanismo diminui a dependência de combustíveis fósseis e emissões de CO², e pode, potencialmente, economizar o seu dinheiro”, explicaram.

Confesso: a novidade é bem legal. Especialmente em países como o Brasil, onde mais da metade da produção de energia elétrica vem de fontes sustentáveis, de acordo com o Balanço Energético Nacional 2022 divulgado pela estatal Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

Segundo o levantamento, 53,4% da energia elétrica produzida no Brasil partiu de hidrelétricas em 2021. Mas houve uma redução de 8,47% no fornecimento a partir dessa fonte em relação ao ano anterior devido à falta de chuvas.

Felizmente, houve um aumento na oferta de fontes renováveis alternativas, como a solar fotovoltaica (+55,9%) e eólica (+26,7%). O Brasil, no entanto, utilizou soluções poluentes para contornar a crise hídrica: o uso de usinas termelétricas com o consumo de carvão vapor (+47,2%) e gás natural (+46,2%).

Ao todo, em 2021, 78,1% da energia elétrica consumida no Brasil partiu de fontes renováveis.

A Microsoft, no entanto, não entrou em muitos detalhes técnicos sobre o funcionamento do recurso. Mas informou que está disponível para Insiders que utilizam o modo “Desligamento (economia de energia)” neste momento.

Relacionados

Relacionados