Sem Exynos, Galaxy S23 deve ter Snapdragon 8 Gen 2 e câmeras de até 200 MP

Próximos celulares da Samsung, Galaxy S23, S23+ e S23 Ultra podem chegar às lojas com até 1 TB de armazenamento e sem variantes com chip Exynos

Bruno Gall De Blasi
Por

Sim, o Galaxy S23 só será apresentado nas próximas semanas. A ficha técnica da nova geração, porém, foi revelada antes da hora nesta terça-feira (17) com direito à câmera tripla e ao processador Snapdragon 8 Gen 2 – isso mesmo, sem Exynos. Os detalhes do Galaxy S23 Ultra, que pode trazer sensor fotográfico de 200 megapixels, também vieram a público antes da hora.

Galaxy S23 aparece em ficha técnica e imagens vazadas (Imagem: Reprodução/SnoopTech)
Galaxy S23 aparece em ficha técnica e imagens vazadas (Imagem: Reprodução/SnoopTech)

As informações do Galaxy S23 e S23+ são uma cortesia de Roland Quandt, do WinFuture.

Dando sequência aos rumores anteriores, os smartphones vão abandonar a base da câmera tripla. A expectativa é de que as edições convencional e Plus tenham os seguintes componentes:

  • Câmera principal de 50 megapixels com abertura de f/1,8;
  • Câmera ultrawide de 12 megapixels com abertura de f/2,2;
  • Câmera teleobjetiva de 10 megapixels com abertura de f/2,4.

Até então, o conjunto triplo não vai agregar muitas novidades em relação aos modelos anteriores. Para selfies, a dupla contará com uma câmera frontal de 12 megapixels e abertura de f/2,2.

O sensor fotográfico da frente será alocado em um furo na tela de 6,1 polegadas do Galaxy S23 e de 6,6 polegadas do Galaxy S23+. Os painéis ainda terão resolução Full HD+ (2340 x 1080 pixels) e taxa de atualização variável entre 48 Hz e 120 Hz.

Galaxy S23+ deve trazer tela de 6,6 polegadas (Imagem: Reprodução/WinFuture)
Galaxy S23+ deve trazer tela de 6,6 polegadas (Imagem: Reprodução/WinFuture)

Sem Exynos por aqui

A ficha técnica se destaca pelo novo processador da Qualcomm: o Snapdragon 8 Gen 2. E aqui vale uma observação: aparentemente, não haverá variantes com Exynos, chip fabricado pela própria Samsung, neste ano.

A memória RAM será a mesma nos dois modelos: 8 GB. Mas as opções de armazenamento vão variar de acordo com a edição:

  • Galaxy S23: 128 GB ou 256 GB;
  • Galaxy S23+: 256 GB ou 512 GB.

As baterias seguem em conformidade com as informações reveladas com exclusividade pelo Tecnoblog em novembro.

O Galaxy S23 tende a chegar às lojas com 3.900 mAh com recarga de 25 watts. Já a edição Plus terá bateria de 4.700 mAh e recarga rápida de 45 watts.

A dupla ainda contará com recarga sem fio de 10 watts. Novamente, apenas o Galaxy S23+ terá Ultra Wideband (UWB).

Galaxy S23 Ultra tende a manter o visual do ano passado (Imagem: Reprodução/SnoopTech)
Galaxy S23 Ultra tende a manter o visual do ano passado (Imagem: Reprodução/SnoopTech)

Galaxy S23 Ultra deve trazer câmera de 200 MP

A Samsung também apresentará o Galaxy S23 Ultra em breve.

O grande destaque do lançamento ficaria pela pela câmera de 200 megapixels graças ao sensor Isocell HP2. Segundo a própria Samsung, o componente é capaz de juntar dezesseis pixels em um para ajudar na captação de luz.

De acordo com o usuário do Twitter @BillbilKun (via Gizmochina), o lançamento ainda tende a chegar às lojas com uma câmera ultrawide de 12 megapixels e duas teleobjetivas de 10 megapixels para oferecer zoom de 3x e de 10x. A câmera frontal seria de 12 megapixels.

O smartphone também contará com o Snapdragon 8 Gen 2. Mas o lançamento terá opções com memória de 8 GB e 12 GB e armazenamento de 256 GB, 512 GB e 1 TB.

A bateria também será maior do que os demais modelos: 5.000 mAh. Já a velocidade de recarga seria similar à edição Plus: 45 watts.

Já a tela de 6,8 polegadas contaria com resolução QHD+ (3.088 x 1440 pixels) e taxa de atualização de 1 Hz até 120 Hz. O celular ainda deve ser o único da nova geração a trazer a caneta S Pen.

SnoopTech, pelo Twitter, também revelou imagens promocionais dos telefones, confirmando o design do trio.

A família Galaxy S23 será apresentada em 1º de fevereiro de 2023 ao público global. A expectativa é de que os smartphones cheguem às lojas brasileiras pouco depois disso, pois a Anatel já homologou o trio no Brasil.

Relacionados

Relacionados