Apple: ações batem valor recorde após anúncio de IA no iPhone

Um dia depois de anunciar a Apple Intelligence e recursos de IA generativa para seus celulares, ações da big tech passam de US$ 200 pela primeira vez na história

Felipe Freitas
Por
Placa com a marca da Apple e árvores ao fundo
Apple Park em Cupertino, nos EUA (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

As ações da Apple atingiram o valor recorde de US$ 205,93 nesta terça-feira (11), um dia depois do anúncio da sua IA generativa para os iPhones, iPads e Mac. Além de maior preço da história, hoje foi a primeira vez em que as ações da big tech passaram da faixa de US$ 200. O valor de fechamento deve ficar abaixo do recorde, já que a bolsa de valores Nasdaq fechará às 17h no horário de Brasília.

Anteriormente, o recorde de maior preço de ações da Apple foi de US$ 199,62 — marca atingida em 14 de dezembro de 2023. Nessa data, os títulos da empresa encerram em US$ 198,11, valor o qual é o maior preço de fechamento da história da big tech. Contudo, as previsões em tempo real sugerem que as ações negociadas hoje devem fechar acima de US$ 204.

Apple entra na corrida de IAs e ações sobem

Ações da Apple batem recorde de valores após anúncio de IA generativa nos iPhones (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Ações da Apple batem recorde de valores após anúncio de IA generativa nos iPhones (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

O motivo para o recorde nos preços das ações é o anúncio da Apple Intelligence, ferramenta de IA generativa para os dispositivos da big tech. A partir do iOS 18, os iPhones 15 Pro e futuras gerações do celular contarão com recursos baseados em LLM, tecnologia por trás das inteligências artificiais generativas.

Com isso, a Apple passa a entrar na briga de IAs para smartphones. Em janeiro, a Samsung lançou a linha Galaxy S24 com o Galaxy AI. O Google levou o Gemini para os seus smartphones Pixels e liberou um app dedicado. Fabricantes chinesas como a Oppo e OnePlus também anunciaram que usarão a IA do Google em seus celulares.

O anúncio da Apple Intelligence, como vemos pelo resultado na bolsa de valores, está agradando os investidores. O recorde de hoje também cria expectativas para o desempenho das ações no lançamento do iPhone 16.

Apple Intelligence coloca a big tech na corrida das IAs generativas e seus recursos para celulares (Imagem: Reprodução/Apple)
Apple Intelligence coloca a big tech na corrida das IAs generativas e seus recursos para celulares (Imagem: Reprodução/Apple)

Além de seus celulares, iPads, Macs e MacBooks receberão a Apple Intelligence a partir do iPadOS 18 e macOS Sequoia. Porém, para rodar a IA generativa, os dispositivos precisam de um processador M1 ou superiores.

O lançamento dos sistemas operacionais com Apple Intelligence deve acontecer a partir de setembro. A big tech costuma liberar a nova versão do iOS com os iPhones, que tradicionalmente são apresentados no mês citado. Dias após lançar seus smartphones, a Apple disponibiliza as novas versões do iPadOS e macOS.

Veja o resumo da WWDC 2024 no vídeo abaixo

Com informações: 9to5Mac

Relacionados