Bloco de Notas finalmente ganha corretor ortográfico, após 41 anos

Após 41 anos, Bloco de Notas passa a contar com corretor ortográfico. Recurso foi liberado oficialmente nos últimos dias

Felipe Freitas
Por
• Atualizado há 1 semana
Corretor ortográfico do Bloco de Notas em serviço (Imagem: Divulgação/Microsoft)
Corretor ortográfico do Bloco de Notas foi anunciado em março, mas lançamento oficial ocorreu nos últimos dias (Imagem: Divulgação/Microsoft)

A Microsoft lançou oficialmente a ferramenta de corretor ortográfico para o Bloco de Notas — mas só no Windows 11. O novo recurso do programa funciona de modo similar ao corretor do Word. Criado 41 anos atrás para ser um editor de textos simples, o Bloco de Notas nunca contou com essa ferramenta até então.

O corretor ortográfico para o Bloco de Notas foi anunciado pela Microsoft ainda em março. A novidade já está liberada para os usuários. Porém, se o corretor ainda não apareceu no seu Bloco de Notas, aguarde mais um tempo ou verifique se há alguma atualização pendente no seu Windows 11.

Assim como acontece no Word, o Bloco de Notas pode corrigir uma palavra escrita erroneamente. Por exemplo, se falta um acento, ele o adicionará automaticamente à palavra. Nos termos que ele ficar em dúvida (como “texte”, em que ele não sabe se é texto ou teste), a palavra será destacada com o clássico sublinhado vermelho.

Comparação entre o corretor ortográfico do Bloco de Notas e Word (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Comparação entre o corretor ortográfico do Bloco de Notas e Word (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Uma diferença entre o corretor do Bloco de Notas e do Word está no clique com o botão direito do mouse (imagem acima). No Word, esse clique na palavra sublinhada mostra algumas opções e sugere correções ortográficas. Já no Bloco de Notas, esse comando abre algumas ferramentas no menu suspenso, mas a lista de sugestões está em um submenu.

Bloco de Notas cada vez mais poderoso

O Bloco de Notas ganhou recursos interessantes da Microsoft nos últimos anos. Após o fim do WordPad, o editor de texto mais básico da big tech vem “tomando” o espaço do falecido. Claro, ainda com várias limitações — você não pode escolher.

Contudo, para quem não tem o Word e precisa escrever algo mais longo, o Bloco de Notas ajuda bastante. O programa ganhou a função de salvamento automático, textos podem ser abertos em abas, conta com contador de caracteres e em breve deve receber funcionalidades de IA com o Copilot.

Com informações: The Verge

Relacionados