Conselho da OpenAI só soube do lançamento do ChatGPT quando viu no Twitter

Em entrevista a podcast, ex-conselheira Helen Toner dá detalhes sobre motivos da demissão e do retorno de Sam Altman à empresa

Giovanni Santa Rosa
Por
OpenAI
Membros do conselho foram substituídos após a volta de Sam Altman à OpenAI (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Helen Toner, que fazia parte do conselho de diretores da OpenAI, diz que nenhum membro foi avisado antecipadamente sobre o lançamento do ChatGPT, em novembro de 2022. Ela ficou sabendo disso quando viu no Twitter (agora chamado X).

Toner afirma que o conselho deixou de confiar em Altman quando ele não contou ser o dono e controlador do OpenAI Startup Fund — ele foi removido do fundo em abril de 2024. Ela também acusa Altman de dar informações imprecisas sobre processos de segurança da empresa em várias ocasiões.

Sam Altman, CEO da OpenAI
Sam Altman ficou menos de duas semanas longe da OpenAI (Imagem: Reprodução / OpenAI)

“Era praticamente impossível para o conselho saber como esses processos de segurança estavam funcionando e o que precisaria ser mudado”, comenta Toner.

Toner fez esta e outras revelações em uma entrevista para o podcast The TED AI Show. A ex-conselheira diz que Altman também tentou removê-la do conselho, mentindo para outros membros. O motivo seria ela ter publicado um artigo de pesquisa que o desagradou.

Funcionários temeram fim da OpenAI

No programa, Toner analisa os motivos que levaram Altman de volta a seu cargo na OpenAI. Para a ex-conselheira, um dos motivos foi o apoio dos funcionários, que consideraram que as únicas alternativas eram derrubar o conselho para que o antigo CEO voltasse à OpenAI ou ver a própria empresa ser destruída. Ela também considera que muita gente ficou com medo de se opor a Altman e ser retaliado.

Helen Toner, mulher branca com cabelos pretos, falando ao microfone
Helen Toner durante evento em 2019 (Imagem: Paul Morigi / Brookings Institution)

Em nota, o atual presidente do conselho, Bret Taylor, diz que a empresa está “desapontada” por Toner continuar falando sobre estas questões. Ele destaca que uma investigação independente mostrou que a decisão do conselho anterior de demitir Altman não teve relação com segurança, proteção, finanças ou investimentos.

Cofundadores deixaram empresa recentemente

Nas últimas semanas, dois líderes da OpenAI deixaram a empresa: Ilya Sutskever e Jan Leike.

Leike era o responsável por liderar o time de superalinhamento, que tinha a missão de garantir que os modelos desenvolvidos fossem seguros e benéficos para a humanidade. Ele criticou a OpenAI, dizendo que a empresa colocou a segurança em segundo plano. O time de superalinhamento teria sido dissolvido pela companhia.

Na terça-feira (28), a OpenAI anunciou a criação do Comitê de Segurança e Proteção, que vai supervisionar o treinamento dos próximos modelos de inteligência artificial. Sam Altman e membros do atual conselho de diretores serão os líderes deste grupo.

Com informações: Bloomberg, The Verge

Relacionados