Galaxy Ring: Samsung revela detalhes do primeiro anel smart do Brasil

Novo dispositivo tem bateria com autonomia para 7 dias. Samsung prevê venda de 9 tamanhos.

Thássius Veloso
Por
• Atualizado há 2 dias
Este é o Galaxy Ring (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

(Direto de Paris, na França) O novo e interessante anel inteligente da Samsung, o Galaxy Ring, teve todos os seus detalhes revelados no evento Unpacked. Em resumo, trata-se de um dispositivo para acompanhar o consumidor no dia a dia. A ideia da Samsung é ter um monitoramento mais completo de indicadores de saúde. Ele custa US$ 399 nos Estados Unidos, cerca de R$ 2.100. Não será cobrada nenhuma assinatura, ao contrário do que é feito pelo Oura Ring.

Para tanto, a empresa criou um smart ring muitíssimo leve: ele pesa entre 2,3 e 2,0 gramas. Eu tive a oportunidade de utilizá-lo por alguns minutos e posso atestar que praticamente não senti o dispositivo no meu polegar.

O aparelho possui uma espécie de “I” gravado no seu corpo, de modo que a pessoa saiba mais ou menos em que posição ele deve ficar. Ao longo do dia, porém, os representantes da Samsung disseram que será natural que eles se movam. Os consumidores precisarão fazer a prova antes de optar por um dos nove tamanhos de Ring.

Aliás, por falar em design: o Galaxy Ring tem corpo de titânio, com promessa de muita robustez nas tarefas do dia a dia.

O que é Galaxy Ring?

Galaxy Ring vem com um estojo de recarga, similar aos Buds (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

É importante explicarmos as funcionalidades do Galaxy Ring, já que será o primeiro smart ring vendido por uma grande marca no Brasil. Alguns consumidores vão descobrir essa categoria por causa da gigante sul-coreana.

Em resumo, estamos falando de um anel repleto de componentes eletrônicos. São variados sensores que capturam informações como batimentos cardíacos, temperatura da pele e acelerômetro.

Saúde e controles

O Galaxy Ring virá em nove tamanhos (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

A Samsung promete uma ampla integração com a plataforma de saúde Samsung Health, que já está nos celulares e relógios da marca. Será possível acompanhar a qualidade do sono e os indicadores vitais. O aparelho sabe quando um atleta (amador ou profissional) iniciou corrida ou caminhada. Para outras modalidades será preciso dar o start num outro dispositivo da Samsung.

A única forma de interação com o Galaxy Ring é por meio do gesto de clique ao juntar dois dedos. O funcionamento lembra o controle por gestos do Apple Watch. Com isso, é possível mandar o smartphone tirar uma foto (à distância) ou desativar o alarme.

O Ring não faz nenhum ruído nem vibra. Toda essa simplicidade de funcionamento permite que a bateria chegue a 7 dias seguidos de uso. De acordo com a Samsung, a recarga completa pode levar até 2 horas.

A durabilidade figura entre os principais atributos, tanto que o Galaxy Ring tem certificação IP68 contra entrada de água ou poeira, e também suporta 10 ATM.

Quando o Galaxy Ring chega ao Brasil?

O design do Galaxy Ring é côncavo por fora (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

Representantes da Samsung se animaram em ressaltar que o Galaxy Ring tem previsão de chegar ao Brasil ainda neste ano, um indicativo do quão prioritário é o nosso mercado. Ainda assim, não foi informada uma data específica nem a faixa de preço do aparelho.

São três cores: titânio preto, titânio prateado e titânio dourado.

Vale lembrar que o Galaxy Ring faz parte de um ecossistema. Executivos da Samsung salientaram que ele foi desenhado para ficar pareado com um telefone ou relógio da marca Galaxy. Será preciso um aparelho compatível com Galaxy AI e ele não irá funcionar com dispositivos de outras fabricantes.

A Samsung aproveitou o Unpacked de hoje para apresentar os celulares dobráveis Galaxy Z Flip 6 e Galaxy Z Fold 6, os relógios Galaxy Watch 7 e Galaxy Watch Ultra, e os fones de ouvido Galaxy Buds 3 e Galaxy Buds 3 Pro.

Veja também: o lançamento dos novos celulares dobráveis Galaxy

Thássius Veloso viajou para a França a convite da Samsung

Relacionados