McDonald’s acaba com IA no drive-thru, mas acredita no futuro da tecnologia

McDonald's e IBM desenvolveram e implementaram IA para anotar pedidos no drive-thru. Vídeos nas redes sociais mostram erros e problemas no sistema.

Giovanni Santa Rosa
Por
Restaurante do McDonald’s (Imagem: Visual Karsa/Unsplash)
IA usada para anotar pedidos do drive-thru era usada em mais de 100 restaurantes do McDonald's dos EUA (Imagem: Visual Karsa / Unsplash)

O McDonald’s vai encerrar sua parceria com a IBM para usar inteligência artificial no drive-thru. De acordo com um comunicado interno, a cadeia de fast food vai remover o sistema que estava sendo testado nos Estados Unidos para anotar pedidos dos clientes. Mesmo assim, a empresa diz que a tecnologia estará presente no futuro da rede.

A decisão foi comunicada aos restaurantes em um email. O site especializado Restaurant Business obteve uma cópia da mensagem. Nela, o McDonald’s afirma que o sistema de IA para anotar pedidos no drive-thru será removido das lojas participantes do teste até 26 de julho de 2024.

McDonald's
Rede diz que IA estará presente no futuro dos restaurantes (Imagem: Divulgação / McDonald’s)

A primeira experiência do McDonald’s com IA foi anunciada em 2019. Dois anos depois, a famosa companhia de hambúrgueres e a IBM começaram a usar IA para anotar pedidos, chegando a mais de 100 restaurantes da rede nos EUA.

Segundo a empresa alimentícia, o sistema era preciso em 85% dos casos. Vídeos nas redes sociais, porém, mostravam problemas e erros, como registrar nove bebidas quando o cliente pedia apenas uma, não parar de acrescentar nuggets ao pedido ou simplesmente não entender o que o cliente queria.

Mesmo assim, o McDonald’s parece confiante na tecnologia. Em uma nota enviada ao Restaurant Business, a empresa diz que os testes deram confiança de que uma solução tecnológica para anotar pedidos feitos por voz estará no futuro dos restaurantes. Na mensagem interna, a empresa diz que tomará uma decisão sobre um sistema do tipo no fim do ano.

Fast food está com fome de tecnologia

O McDonald’s não é a única rede de fast food que está tentando usar a IA para atender clientes. Em maio de 2023, o Wendy’s e o Google anunciaram uma parceria para desenvolver um sistema do tipo.

A gigante das buscas, inclusive, diz que o desafio é maior do que pode parecer: muitos itens do cardápio são conhecidos por outros nomes e apelidos, e o reconhecimento de voz precisa entender o que está sendo falado em meio ao barulho do motor, rádio ligado e crianças gritando no banco de trás.

Dunkin, Carl’s Jr, Taco Bell, Popeyes e outras cadeias de alimentação também estão testando ou já implementaram a tecnologia em suas unidades.

Além de atendimento, a IA pode ser empregada em outros fluxos de trabalho das lanchonetes. Segundo a Bloomberg, o próprio McDonald’s e o Google estariam desenvolvendo um assistente virtual para dar instruções em tarefas internas, como limpar máquinas de sorvete.

Com informações: Restaurant Business, The Verge, Quartz

Relacionados