O PlayStation 4 ajudou a salvar a AMD da falência

Currículo de executivo da AMD revelou que fornecimento de chips para o PlayStation 4 (PS4) ajudou companhia a sair de crise financeira

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 1 semana
PlayStation 4
O PlayStation 4 ajudou a salvar a AMD da falência (imagem: Leon Terra/Flickr)

A AMD está bem no mercado, mas a situação era diferente em um passado não muito distante. Um executivo da companhia acabou revelando na descrição de seu perfil no LinkedIn que o PlayStation (PS4) ajudou a AMD a escapar da falência na década passada.

Intencional ou não, a revelação foi feita por Renato Fragale, que está há 22 anos na AMD e, atualmente, ocupa o cargo de diretor sênior de negócios para consumo e jogos da companhia.

Como relata o site Wccftech, o executivo escreveu na áreas de experiência profissional do seu LinkedIn a seguinte atividade (em tradução livre):

Gerenciou uma equipe de desenvolvimento de produto com 15 pessoas para o Sony PlayStation 4 (PS4), que vendeu mais de 91Mu [91 milhões de unidades] até o momento. Visto como um dos lançamentos de maior sucesso da AMD, ajudando a AMD a evitar a falência.

Renato Fragale, via LinkedIn

Arquiteto da AMD confirmou situação

Essa história veio à tona quando o usuário Timur222 do X/Twitter analisou o perfil de Fragale no LinkedIn e relatou o que encontrou. Depois disso, Phil Park, arquiteto da AMD, respondeu que a descrição do executivo é real:

Passei por isso e, pelo o que eu sei, é verdade.

A crise global financeira de 2008 nos colocou [a AMD] em uma posição incrivelmente ruim, especialmente depois de a Intel ter se recuperado com [os chips] Merom/Conroe/Woodcrest e Nehalem. Vendemos várias IPs [propriedades intelectuais] como o Adreno para levantar dinheiro. A maior parte de nós aceitou ter o salário cortado temporariamente.

Phil Park, arquiteto da AMD

Lisa Su, CEO da AMD (imagem: divulgação/AMD)
Lisa Su, CEO da AMD (imagem: divulgação/AMD)

AMD realmente passou por crise na década passada

De fato, a AMD estava em crise no início dos anos 2010. Em 2011, a companhia viu a sua receita cair 75%. Por conta disso, a AMD anunciou um amplo plano de reestruturação em 2012.

Esse período coincide justamente com o lançamento do PlayStation 4. A Sony anunciou o console no final de 2013. No final de 2014, o PS4 já acumulava mais de 18 milhões de unidades vendidas.

Como o console é equipado com um chip octa-core da AMD, tamanho volume de vendas pode mesmo ter dado um “respiro” para a companhia.

Para completar, as vendas continuaram em alta nos anos seguintes. Os números mais recentes apontam para mais de 117 milhões de unidades comercializadas do console.

Provavelmente, o PS4 não ajudou sozinho a evitar uma crise maior na AMD. Isso porque a companhia fechou um acordo com a Microsoft para fornecer chips para o Xbox One, também anunciado em 2013.

Levemos em conta ainda que a AMD tratou de renovar o seu portfólio de produtos nos anos seguintes, com destaque para o lançamento dos processadores Ryzen, que foram introduzidos em 2017 e logo se transformaram em um grande sucesso de vendas.

Relacionados