Sam Altman, da OpenAI, anuncia IA “coach de saúde” para pacientes crônicos

Thrive AI Health quer democratizar acompanhamento de saúde e mudanças de hábito usando IA. Fundo da OpenAI dará apoio à startup.

Giovanni Santa Rosa
Por
• Atualizado há 1 semana
Inteligência artificial
Inteligência artificial vai aprender preferências do usuário para recomendar novos hábitos em tempo real (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

O OpenAI Startup Fund e a Thrive Global anunciaram a criação da Thrive AI Health, que vai construir um “coach de saúde” baseado em inteligência artificial. Customizado e personalizado, o assistente pretende ajudar pacientes com doenças crônicas a melhorarem seus hábitos.

O anúncio foi feito por Sam Altman, CEO e cofundador da OpenAI, e Arianna Huffington, fundadora e CEO da Thrive Global. Você já conhece a OpenAI, empresa por trás do ChatGPT, Dall-E e mais ferramentas de IA. Já a Thrive Global é menos famosa — a empresa oferece soluções de produtividade e bem-estar para empresas.

ChatGPT e Sam Altman, CEO da OpenAI
Sam Altman, CEO da OpenAI, é um dos apoiadores da startup (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Usar dados sobre o usuário e IA para melhorar a saúde não é algo exatamente novo. Apple, Google e Samsung, por exemplo, têm plataformas de saúde há anos, com recomendações de exercícios e sugestões para cuidar da saúde mental. A Microsoft tem até funções de cardápio e atividades físicas no Copilot.

A própria Samsung deve apresentar em breve o My Vitality Score, que foi anunciado em fevereiro. O recurso usa sono, atividade física e frequência cardíaca, entre outros dados, para dar uma pontuação e definir metas para o usuário.

A metodologia da Thrive AI Health vai por um caminho parecido, ao se basear em cinco hábitos: sono, alimentação, movimento, estresse e conexões sociais.

Recomendações personalizadas e democráticas

A ideia é que a IA coach aprenda as preferências do usuário — quando ele costuma andar, o que ele gosta de comer, entre outras — e oferecer alertas e recomendações em tempo real. Além disso, a tecnologia vai usar a metodologia de mudança de comportamento da Thrive, que inclui pequenas atitudes diárias que ajudam a construir hábitos mais saudáveis.

“Troque seu terceiro refrigerante da tarde por água e limão, faça uma caminhada de dez minutos com seu filho após buscá-lo na escola às 15h15, comece sua rotina de relaxamento às 22h, já que você tem que acordar às 6h da manhã para pegar seu voo”, exemplificam os fundadores.

Bancada com alimentos vegetais
Alimentação será um dos pilares da Thrive AI Health (Imagem: Dan Gold / Unsplash)

Com isso, a startup quer ajudar pacientes crônicos, como pessoas com diabetes ou problemas cardiovasculares. A startup fala em democratizar e facilitar o acompanhamento que já existe para pessoas com mais recursos.

Além disso, o coach poderá adaptar os conselhos a cada realidade, como recomendar uma receita barata, com poucos ingredientes, para substituir o fast food, por exemplo, ou trocar o tempo nas redes sociais por uma atividade mais saudável e conectada com outras pessoas.

Altman e Huffington dizem que o coach de saúde com IA estará disponível em um aplicativo móvel e também nas plataformas corporativas da Thrive Global. Eles não deram uma previsão de lançamento.

Com informações: Time, TechCrunch

Relacionados