YouTube vai testar função para usuários adicionarem alertas em vídeos

Função de "notas" permitirá que espectadores alertem outros usuários sobre inconsistências no vídeo; recurso será testado pelo YouTube nos EUA

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 3 semanas
YouTube
YouTube vai testar função para usuários adicionarem "avisos" em vídeos (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O YouTube vai testar uma função que permite que espectadores adicionem notas a vídeos na plataforma, de modo a alertar outros usuários sobre informações problemáticas ou descontextualizadas em vídeos. Trata-se de um mecanismo semelhante às Notas da Comunidade do X/Twitter.

Na fase inicial, o recurso será testado com um número restrito de usuários nos Estados Unidos. O YouTube ainda não revelou como esse mecanismo funcionará, mas é provável que as notas adicionadas apareçam em uma caixa de destaque logo abaixo ou ao lado do vídeo.

A fase de teste incluirá o trabalho de avaliadores, que terão a missão de indicar se as notas dão informações precisas e, sobretudo, se elas alcançam a utilidade esperada.

No que as notas podem ser úteis?

O novo recurso foi informado ao TechCrunch. Ao veículo, o YouTube explicou que a funcionalidade pode servir para finalidades como “deixar claro quando uma música é uma paródia ou informar aos espectadores quando uma filmagem antiga está sendo retratada como um evento atual”.

A novidade pode servir de complemento às notas que o próprio YouTube insere abaixo de vídeos com temas muito sensíveis, a exemplo do que acontece com publicações que abordam a COVID-19.

Mais recentemente, o YouTube passou a exibir avisos em vídeos realísticos gerados por inteligência artificial.

Contudo, o TechCrunch observa que a novidade vai entrar em teste justamente em um ano de eleição presidencial nos Estados Unidos. É de se presumir que o YouTube esteja tentando descobrir se esse mecanismo pode funcionar no combate à desinformação, problema frequente em campanhas eleitorais.

YouTube no celular (imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
YouTube no celular (imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Fase experimental

O YouTube decidiu fazer um teste restrito por causa do risco de a funcionalidade não ter o efeito esperado. Existe a possibilidade de uma nota transmitir uma informação incorreta sobre o vídeo ou ser usada para prejudicar o autor do conteúdo, por exemplo.

Além da atuação dos avaliadores, o YouTube perguntará aos espectadores se uma nota é “útil”, “um pouco útil” ou “inútil”, e os convidará a explicar o motivo da avaliação atribuída.

A ideia é fazer as avaliações terem um peso na decisão do algoritmo de exibir ou não uma nota. As notas que receberem um número expressivo de avaliações “útil” serão exibidas para uma quantidade maior de usuários, presumivelmente.

Acima de tudo, o YouTube quer descobrir se esse recurso é relevante. Somente depois da fase experimental o serviço decidirá se a função de notas se tornará um recurso oficial e, caso positivo, se será liberada para mais países.

Relacionados