10 jogos de plataforma divertidos [PS4, Xbox One, Switch e PC]

Lista traz uma seleção de games de plataforma que valem a pena você dar uma olhada

Vivi Werneck
Por

Jogos de plataforma é bem isso que o nome quer dizer. Neste gênero, que se popularizou na saudosa época 8 bits e 16 bits, o jogador precisa correr e pular por entre obstáculos, derrotando inimigos e coletando recompensas.

ori and the will of the wisps

Sonic, Mega Man, Castlevania, Metroid e Super Marios Bros, por exemplo, são exemplos clássicos de jogos de plataforma. Alguns desses, inclusive, se destacaram tanto que se tornaram subgêneros e referências para vários outros títulos. É o caso de games metroidvanias (Castlevania + Metroid).

Nesta lista, organizada em ordem alfabética, confira alguns jogos de plataforma que valem ser jogados. Lembrando que você está convidado a dar as suas sugestões nos comentários.

Jogos de plataforma para PS4, Xbox One, Switch e PC

1. Broforce (PS4, Switch e PC)

YouTube video

Apesar de ser um shooter, Broforce também pode se encaixar no gênero de plataforma. Neste game frenético, desenvolvido pela Free Lives e publicado pela Devolver Digital, o jogador controla vários personagens brucutus do cinema que vão se alternando entre si (conforme são abatidos).

Cada herói tem ataques próprios e seu objetivo… Bom, seu objetivo é destruir tudo pelo caminho e derrotar terroristas liderados pelo próprio Diabo (ou ao menos parece ser). É muito divertido, vai por mim!

2. Celeste (PS4, Xbox One, Switch e PC)

YouTube video

Celeste, lançado em janeiro de 2018, recebeu os prêmios de “Melhor Jogo Independente” e “Jogo Mais Impactante” no The Game Awards 2018. E não é por menos.

Neste título, o jogador precisa ajudar a jovem Madeline a sobreviver aos seus próprios demônios, enquanto desbloqueia habilidades para ultrapassar obstáculos cada vez mais desafiadores. Não se engane pela aparente inocência do jogo, Celeste vai dar um trabalhinho para fechar.

3. Cuphead (PS4, Xbox One, Switch e PC)

YouTube video

E por falar em “trabalhinho” para fechar… Cuphead também recebeu vários prêmios, tanto pela sua incrível direção de arte quanto pelo nível de desafio insano e rejogabilidade que proporciona. Quem já jogou certamente quase arremessou o controle na parede.

No controle de uma xícara de chá com corpinho (ou também de uma caneca de café) você precisa derrotar inimigos para tentar salvar a sua alma. Os pequeninos utensílios de cozinha vão aprender, com muita dor e sofrimento, que não se deve fazer negócios com o Diabo.

4. Gato Roboto (Switch e PC)

YouTube video

Gato Roboto é um platformer metroidvania 2D publicado pela Devolver Digital. No game, você controla uma simpática gatinha chamada Kiki que precisa salvar seu dono, após a nave de ambos cair e se quebrar num planeta desconhecido.

Você deve estar se perguntando como o bichinho faz isso? Simples: se apoderando de uma armadura mecha com armas poderosíssimas.

5. Hollow Knight (PS4, Xbox One, Switch e PC)

YouTube video

Em Hollow Knight, você controla um cavaleiro sem nome conforme ele enfrenta um reino infestado por uma praga. Sendo também um platformer metroidvania 2D, o jogador precisará desbloquear novas técnicas e habilidades para conseguir progredir no mapa.

Com visual noir e ótima trilha sonora, Hollow Knight é um game incrível e bem desafiador, mas extremamente gratificante uma vez que se aprende a dominar todos os seus controles.

6. Ori and The Will of the Wisps (Xbox One, Switch e PC)

YouTube video

Ori and the Will of the Wisps é a continuação do excelente Ori and the Blind Forest (2015), da Moon Studios. Assim como seu antecessor, Will of the Wisps é incrivelmente lindo, tem uma narrativa envolvente e desafio na medida certa.

O jogo reinventou seu próprio gameplay e encarar essa nova aventura com Ori é um presente para quem ama metroidvanias e jogos de plataforma.

7. Rogue Legacy 2 (PC)

YouTube video

Rogue Legacy 2, da Cellar Door Games, é um roguelike platformer. Traduzindo seria algo como um jogo de plataforma em câmaras que são geradas aleatoriamente. Você assume o controle de um corajoso cavaleiro (que pode ser um guerreiro, mago ou ladino) e precisa desbravar um castelo entupido de monstros.

O grande barato desse game é que, a cada vez que você morre (e isso acontecerá com certa frequência), um herdeiro assumirá a sua missão. Esse herdeiro pode ser escolhido pelo jogador (há sempre três opções) e cada um tem vantagens e desvantagens únicas.

8. Spelunky 2 (PS4 e PC)

YouTube video

Spelunky 2 é um jogo de plataforma roguelike onde o jogador controla exploradores, que se encontram na Lua, em busca de tesouros e familiares perdidos.

Os desafios desse game são gerados aleatoriamente e este título está ainda mais denso que o game anterior. Você pode esperar por mais áreas, armadilhas, personagens, itens e etc.

9. Super Meat Boy (PS4, Switch e PC)

YouTube video

Super Meat Boy tem uma jogabilidade bem ágil e desafiadora. Você é um garotinho sem pele, ou um pedacinho de carne mesmo, que precisa salvar sua namorada (embrulhada em ataduras) do vilão Dr. Fetus, que é um feto maligno que sobrevive num pote de vidro.

Sim, é bem esquisito, mas o gameplay é viciante – uma vez que se vence a barreira da dor e sofrimento até aprender a dominar os controles.

10. Trine 4 (PS4, Xbox One, Switch e PC)

YouTube video

Trine 4: The Nightmare Prince é um jogo de plataforma e puzzles em 2.5D que, assim como nos títulos anteriores, te coloca no controle de três diferentes heróis (um mago, um cavaleiro e uma ladina).

Eles precisam combinar habilidades para superar obstáculos e, no caso de Trine 4, resgatar um príncipe dos seus próprios pesadelos. O jogo (com legendas em PT-BR) tem belos cenários, marca registrada da franquia, e aposta no seguro focando mais em sua mecânica tradicional.

Vivi Werneck

Editora-Assistente

Vivi Werneck é especialista em games e trabalha no mundo tech há 15 anos. Em 2018, recebeu o Prêmio Comunique-se como melhor jornalista de tecnologia. Já escreveu para revistas de games pioneiras no Brasil, como EDGE, PlayStation Brasil e EGW. Também é veterana em eventos de jogos, como a BGS e E3 (inclusive, presencialmente). Hoje, ela é editora-assistente no Tecnoblog, editora no Meio Bit e apresenta o Hit Kill.

Relacionados

Relacionados