Início / TB Responde / Brasil /

Como funciona o Enem digital? 4 coisas para saber antes de se inscrever

A prova é online, mas o participante não faz em casa; veja o que muda (ou não) no Enem digital e escolha a modalidade que mais te favorece

Janaína Dantas

Por

TB Responde
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é muito conhecido por ser a porta de entrada em instituições de ensino superior. Tradicionalmente feito em versão impressa, desde 2020 a prova recebeu uma nova modalidade. Continue comigo para entender como funciona o Enem digital e quais as semelhanças e diferenças entre ele e o impresso.

Garota segurando pasta e com mochila nas costas
Como funciona o Enem digital. (Imagem: divulgação/ Inep)

Há alguns fatores para levar em conta antes de decidir como quer fazer a prova. Confira:

Inscrição

O prazo e a taxa de inscrição são iguais para as duas versões.

No entanto, nem todo mundo pode escolher o Enem digital como opção de prova. A modalidade só está disponível para quem já concluiu a escola (ou alunos que estão cursando o terceiro ano do Ensino Médio). Além disso, as vagas são limitadas e não são todas as cidades que terão essa opção — de acordo com o MEC, isso deve mudar em 2026 quando a versão impressa será extinta e apenas a digital será válida.

Assim, se preferir o Enem online, consulte o edital da prova para ver se está disponível na sua região e faça a inscrição já nos primeiros dias para garantir.

Aplicação

Quem optar pelo Enem digital deve comparecer à unidade definida pelo Inep no Cartão de Confirmação (documento encontrado na Página do Participante), pois as provas são realizadas em computadores cedidos por essas instituições. Ou seja, apesar de ser online, o participante não pode fazer de casa ou de uma lan house, por exemplo.

A data e horário são os mesmos que o do Enem impresso.

Questões da prova

Em relação à estrutura, nada muda entre as versões. 

Todos os inscritos passam por dois dias de prova e têm que responder 180 questões — sendo 45 de Linguagens, 45 de Ciências Humanas, 45 de Matemática e 45 de Ciências da Natureza — além de escrever a redação.

O tempo de duração também é o mesmo: 5h30 para o primeiro dia e 5 horas para o segundo.

Se achar uma pergunta difícil, não se preocupe. Apesar de ser online, é possível deixar ela para trás e voltar para página quando quiser.

Atendimento especializado

Assim como no Enem impresso, o inscrito também pode optar por um atendimento especializado. Na versão digital, os recursos são: prova ampliada, superampliada ou com contraste e tempo adicional.

O pedido deve ser feito na hora da inscrição e o Inep fica responsável por aprovar ou não. Entre os perfis de participantes que podem solicitar os recursos de acessibilidade estão:

  • Pessoas com baixa visão;
  • Cegueira;
  • Visão monocular;
  • Surdocegueira;
  • Dislexia;
  • Déficit de atenção;
  • Transtorno do espectro autista.

Enem digital ou impresso: qual escolher?

Pessoa em frente ao computador e mordendo um lápis.
Pense em todos os fatores antes de se inscrever. (Imagem: Jeshoots/Unsplash)

Se você é elegível à prova digital, entendeu como ela funciona, mas ainda está em dúvida de qual escolher, tenho algumas considerações que podem te ajudar:

  • Preenchimento do gabarito: se você fizer a prova pelo computador, poderá apenas selecionar a opção e não sofrerá pintando aquelas bolinhas que, depois de muito tempo, até embaçam a visão — eu sofri muito isso na minha época de Enem;
  • Questões multimídia: a ideia do MEC é incluir vídeos, infográficos e até imagens coloridas na versão online, o que pode tornar o exame mais interativo e menos cansativo;
  • Adaptação: pensando a longo prazo, onde tudo tende a ser digital, se você já se acostumar com esse formato, não terá problemas mais para frente.

Claro, você se conhece melhor do que ninguém para saber o que funciona ou não contigo. Então se é uma pessoa, por exemplo, que costuma estudar mais offline (com livros, fazendo anotações em caderno, entre outros), pode ser melhor optar pela prova impressa mesmo. 

Enfim, pense em todas as variáveis e claro: treine. Se vai fazer o Enem digital, faça simulações e estude online. O contrário também é válido: se faz tudo pela telinha do computador, mas só conseguiu vaga para a modalidade tradicional, imprima algumas provas de edições anteriores e treine a sua mente (e corpo) e para este formato.

Posso alterar o formato de prova depois da inscrição?

Não! Esse é um dos dados que não podem ser alterados. Por isso, considere todos os pontos citados acima antes de finalizar sua inscrição.

Tem folha de rascunho no Enem digital?

Sim, os participantes recebem folhas impressas para rascunho da redação e cálculos matemáticos. Além disso, eles podem anotar as respostas escolhidas e levar a página para casa (faltando 30 minutos para o término da prova) para servir como gabarito.