Como recuperar uma conta do Instagram desativada

Veja o que fazer se a sua conta foi invadida e desativada ou em caso da decisão ter partido do próprio Instagram

Paula Alves Melissa Cruz Cossetti
Por e

Se você desativou a sua conta do Instagram, mas ficou com saudades da rede social, saiba que é possível acessar seu perfil novamente apenas inserindo seu login e senha no aplicativo da Meta. No entanto, se sua a conta foi hackeada ou desativada pela própria plataforma, o processo para conseguir recuperá-la é bem diferente.

Logotipo do Instagram
Instagram (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

O que fazer se a minha conta foi invadida e desativada por outra pessoa?

Se a sua conta foi invadida por um hacker ou desativada sem seu consentimento, é necessário, antes de mais nada, conferir se o invasor alterou seu e-mail ou telefone cadastrado na rede social.

Caso ele não tenha feito isso, você conseguirá recuperar a senha – processo que pode ser realizado tanto no aplicativo quanto na versão web da plataforma. Com a senha recuperada, basta então logar novamente no Instagram para reativá-la.

Se, no entanto, o hacker alterou as informações de login, é preciso conferir na sua caixa de entrada se você recebeu um e-mail do [email protected], avisando sobre a troca de e-mail.

Em caso positivo você poderá desfazer a ação, seguindo os passos indicados na própria mensagem. Em caso negativo, é preciso então entrar em contato com o suporte do Instagram e explicar a situação. Nesse caso, você precisará responder a um formulário e seguir os passos necessários para ter a sua conta reativada.

Saiba copiar o link do perfil no Instagram (Imagem: Brett Jordan/Unsplash)
Instagram (Imagem: Brett Jordan/Unsplash)

Como recuperar uma conta desativada pelo Instagram

Se a conta do Instagram for desativada (não excluída) pela própria rede social, o usuário verá um aviso sobre essa decisão quando tentar entrar em seu perfil. Isso pode acontecer porque, quem não segue as regras e termos impostos pela plataforma, pode ter seu perfil desativado, sem aviso prévio.

Nesses casos, é importante que o usuário leia com atenção as Diretrizes da Comunidade, descobrindo assim se violou alguma regra imposta pela plataforma. Entre essas condutas estão, por exemplo, a proibição de conteúdos inapropriados ou obtidos sem autorização, que descumpram leis ou divulguem imagens explícitas na rede social.

Se, no entanto, após a leitura, ele não encontrar nenhuma diretriz que tenha violado, acreditando assim que sua conta foi desativada por engano, ele pode recorrer da decisão por meio da Central de Ajuda do Instagram.

Nesse caso, ele deve responder ao formulário de contato, fornecendo as informações para que a plataforma possa investigar a situação.

Aceite: o Instagram está mudando e não há muito o que você possa fazer / Foto de Andrea Piacquadio / Pexels
Jovem mexendo no Instagram (Imagem: Andrea Piacquadio / Pexels)

É possível processar o Instagram por desativar minha conta por engano?

Se a sua conta do Instagram foi desativada sem nenhuma justificativa ou mediante uma justificativa que você não concorde (e o seu pedido de revisão junto à plataforma não mudou a decisão da rede), é possível buscar a reativação do seu perfil de outras formas.

“Qualquer usuário que tenha a conta desativada sem justificativa ou com uma justificativa que não seja considerada válida, pode, sem dúvida, entrar com uma ação contra a Meta”, explica Márcio Stival, advogado especializado em Direito Digital e Internet, em entrevista ao Tecnoblog.

Nesses casos, segundo Stival, além de requerer a ativação da conta, o usuário também pode solicitar uma indenização por danos morais, caso haja algum tipo de prejuízo, e até mesmo solicitar uma indenização por danos materiais, caso haja algum prejuízo material.

“É sempre aconselhável que sejam usadas como provas todas as tentativas de contato feitas com a rede social, seja pelo próprio aplicativo, pelo site ou até mesmo por e-mail. […] Tudo o que possa comprovar a ocorrência dessa suspensão injusta”, informa o advogado. “Também é possível (e até recomendável) que tenham imagens de como a conta estava antes de ser desativada […], porque aí é possível demonstrar o número de seguidores e um exemplo do conteúdo divulgado no perfil.

Instagram (imagem: Unsplash/Solen Feyissa)
Aplicativo do Instagram (imagem: Unsplash/Solen Feyissa)

De acordo com o profissional, em uma ação como essa, se feito um pedido de tutela de urgência, é possível que uma conta do Instagram seja reativada em questão de dias ou de semanas. No entanto, o processo em si acaba sendo demorado, podendo durar até três anos, dependendo de vários outros fatores que influenciam no seu desenrolar.

Se, no entanto, o usuário preferir buscar uma maneira de reativar sua conta de maneira extrajudicial, antes de chegar ao extremo de entrar com uma ação contra a rede social, ele pode buscar auxílio junto ao Procon.

“O Procon acaba sendo um meio alternativo de tentar entrar em contato com essas empresas. […] Ele pode auxiliar em uma intermediação e fazer a abertura de um processo administrativo para que a empresa apresente uma resposta ou promova a reativação da conta. E, caso ela não se manifeste de forma correta, é possível que ele até mesmo aplique uma multa contra essa empresa”, esclarece Stival.

Apesar disso, o advogado alerta não haver garantia nenhuma nesse tipo de processo, além de enfatizar que ele não possibilita nenhum tipo de indenização, como uma ação judicial poderia proporcionar.

Dá para recuperar um Instagram excluído?

Infelizmente, se o próprio usuário excluiu a conta na rede social, não é possível reativar o perfil em questão. Nessa situação, inclusive, o @ utilizado deixa de existir na plataforma, não podendo ser usado nem em uma nova conta.

Paula Alves

Repórter

Paula Alves é jornalista especialista em streamings e cultura pop. Formada pela Unesp (Universidade Estadual Paulista), antes do Tecnoblog, trabalhou por sete anos com jornalismo impresso na Editora Alto Astral. No digital, escreveu sobre games e comportamento para a Todateen e sobre cinema e TV para o Critical Hits. Apaixonada por moda, já foi assistente de produção do SPFW.

Melissa Cruz Cossetti

Melissa Cruz Cossetti é jornalista formada pela UERJ, professora de marketing digital e especialista em SEO. Em 2016 recebeu o prêmio de Segurança da Informação da ESET, em 2017 foi vencedora do prêmio Comunique-se de Tecnologia. No Tecnoblog, foi editora do TB Responde entre 2018 e 2021, orientando a produção de conteúdo e coordenando a equipe de analistas, autores e colaboradores.

Relacionados

Relacionados