Início / TB Responde / Educação /

Como se inscrever no Sisu 2022: os detalhes para ficar atento

Etapa vai até o dia 18 de fevereiro e requer o monitoramento constante da nota de corte; Saiba como se inscrever no Sisu

Gabrielle Lancellotti

Por

TB Responde
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Como se inscrever no Sisu? Quais são os detalhes que exigem atenção total, neste processo? Algumas dúvidas podem acompanhar o candidato, no momento de fazer a sua inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) — o sistema informatizado do Ministério da Educação, no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para quem participou do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Como se inscrever no Sisu (Imagem: Gabrielle Lancellotti/Tecnoblog)
Como se inscrever no Sisu (Imagem: Gabrielle Lancellotti/Tecnoblog)

Vale destacar que apenas os estudantes que fizeram o último Enem (edição 2021) podem participar do Sisu 2022 — que permite inscrições até o dia 18 de fevereiro. Além disso, há mais dois requisitos: não ter participado na condição de treineiro e ter obtido nota maior que zero na redação. Veja, nos passos, como se inscrever no Sisu. Em adição, saiba mais sobre a nota de corte, os pesos da composição da nota e a lista de espera. 

Time needed: 20 minutes.

Primeiramente, é importante ressaltar que, a partir dessa edição, o sistema de seleção também vai usar o login único do Governo Federal. Ou seja, a sua conta GOV.BR vai ser necessária para se inscrever no Sisu. Siga os passos:

  1. Acesse a página do Sisu:

    No computador, acesse sisu.mec.gov.br e clique em “fazer inscrição”;
    Clique em "Fazer inscrição" (Imagem: Reprodução/Sisu)

  2. Faça login na sua conta GOV.BR:

    Clique em “Entrar com GOV.BR”. Em seguida, digite o seu CPF, a senha e clique em “continuar”. Você pode usar outras opções de identificação disponíveis, como o login com QR Code;
    Faça login na conta GOV.BR (Imagem: Reprodução/Sisu)

  3. Confirme os dados de contato:

    Antes de prosseguir para a escolha dos cursos, cheque se os seus dados ainda são os mesmos. Caso alguma das informações tenha mudado, digite no campo correspondente e clique em “Estou ciente do aviso sobre os dados de contato”. Logo depois, clique em “confirmar alteração”;
    Confirme dados de contato (Imagem: Reprodução/Sisu)

  4. Escolha as opções de curso:

    Na tela principal de inscrição, é possível selecionar até duas opções de curso. Clique em “fazer inscrição na 1ª opção” para começar;
    Selecione as opções de curso (Imagem: Reprodução/Sisu)

  5. Busque o curso desejado:

    Digite o nome do curso na barra de pesquisa. Você também pode digitar a sigla de uma universidade ou ver a lista de cursos disponíveis, caso ainda esteja em dúvida;
    Digite o curso na barra de pesquisa do Sisu (Imagem: Reprodução/Sisu)

  6. Use os filtros para fazer buscas mais certeiras:

    Quando a lista da pesquisa for exibida, você pode clicar em “filtro” para especificar a sua busca por município, instituições ou turnos, por exemplo;
    Use os filtros para fazer buscas mais certeiras no Sisu (Imagem: Reprodução/Sisu)

  7. Selecione o curso e confirme a inscrição:

    Escolha o curso na universidade desejada e, em seguida, selecione o tipo de vaga a qual você vai concorrer (ampla concorrência ou vagas reservadas). Leia a documentação exigida para a matrícula e marque a caixa que afirma que você está ciente. Em seguida, clique em “confirmar minha inscrição nesta opção”;
    Confirme a opção de curso (Imagem: Reprodução/Sisu)

  8. Escolha a segunda opção de curso:

    Repita o processo para selecionar a segunda opção de curso. Pode ser um curso diferente na mesma instituição ou o mesmo curso em universidades diferentes, por exemplo.
    Sisu: escolha de opções de curso

Trocas de curso de acordo com a nota de corte do Sisu

A partir do segundo dia do período de inscrição, o Sisu calcula e divulga a nota de corte para cada curso. Esse dado é uma referência da menor nota que o candidato deve ter para, possivelmente, ficar entre os selecionados. A estimativa é baseada no número de vagas oferecidas pela universidade, na categoria selecionada, e no total de inscritos até aquele momento. 

Ou seja, a nota de corte ajuda no monitoramento da sua inscrição. Caso a sua nota, na modalidade escolhida, fique abaixo da nota de corte divulgada, é possível fazer a troca de opção de curso (ou escolher o mesmo curso em outra universidade). Dessa forma, você pode buscar opções em que a sua média esteja acima da nota de corte, para aumentar as chances de convocação.

Na tela principal de inscrição, além da sua nota e da nota de corte, também é exibida uma classificação parcial — mais um dado para te ajudar a decidir se você deve manter aquela inscrição ou trocar de opção.

Classificação parcial e temporária do Sisu (Imagem: Reprodução/Sisu)
Classificação parcial e temporária do Sisu (Imagem: Reprodução/Sisu)

Vale ressaltar que a nota de corte recebe atualizações diárias, de acordo com as novas inscrições registradas no sistema. Geralmente, a nota de corte e a classificação parcial do estudante são atualizadas a partir das 0h. Então, verifique esses dados todos os dias, até o dia 18 de fevereiro (último dia de inscrição).

Pesos diferentes: onde a minha nota “vale mais”?

Outro detalhe que você precisa considerar: as instituições de ensino, que oferecem vagas no Sisu, não adotam os mesmos pesos no cálculo das notas. 

Há universidades que adotam “peso 1” para todas as áreas de conhecimento. Porém, também existem instituições que atribuem “peso 2” e, até mesmo, “peso 3” no conjunto de disciplinas que representam as “específicas” de determinado curso. Além disso, a redação também pode ter “mais peso” na hora de formar a sua nota do Sisu.

Exemplo: se o curso almejado é medicina, dependendo da universidade, a nota de “Ciências da Natureza e suas Tecnologias” pode ter “peso 2” ou “peso 3”, enquanto a nota de “Ciências Humanas e suas Tecnologias” permanece com peso 1.

Nota ganha pesos diferentes, de acordo com a instituição de ensino (Imagem: Reprodução/Sisu)
Nota ganha pesos diferentes, de acordo com a instituição de ensino (Imagem: Reprodução/Sisu)

Sendo assim, tendo em mente as suas notas do Enem, avalie os pesos adotados na composição da nota no Sisu, e “mire” nas universidades que te favorecem nessa questão. Você pode conferir a composição da sua nota do Sisu, com os pesos aplicados de acordo com a universidade, ao baixar o comprovante de inscrição.

Lista de espera do Sisu: apenas uma opção de curso

Por fim, caso não seja convocado na chamada regular de nenhuma das opções de curso, você pode fazer parte da lista de espera de apenas uma das alternativas. Para isso, é preciso acessar o sistema durante o período especificado (de 22/02 a 08/03) e, no seu boletim, clicar no botão de confirmação de interesse. 

Destaca-se que as convocações da lista de espera devem ser acompanhadas junto à instituição — e não mais na plataforma do Sisu. Ou seja, fique de olho no site da universidade de interesse!

Com informações de: Sisu