Início / TB Responde / Finanças /

Entenda as rodadas de investimento de uma startup [Séries A, B e C]

A segunda metade da capitalização; entenda as rodadas de investimento de uma startup e quais são as suas características

Por

O sistema de investimentos em uma empresa iniciante envolve diversas fases de capitalização, leia abaixo e entenda as rodadas de investimento de uma startup. No texto, daremos um enfoque maior às séries A, B e C com todas as suas características. Entender o processo é útil para empreendedores e investidores que estão buscando ingressar no ramo.

Entenda as rodadas de investimento de uma startup (Imagem: Daria Nepriakhina/Unsplash)
Entenda as rodadas de investimento de uma startup (Imagem: Daria Nepriakhina/Unsplash)

Investimentos primários

Vamos dar um breve resumo dos estágios primários de investimento em uma startup para que o leitor compreenda o cenário macro.

Pré-seed

O estágio inicial de financiamento de uma startup ocorre tão cedo no processo que geralmente não é incluído entre as rodadas de financiamento. Conhecido como financiamento “pré-semente”, esse estágio normalmente se refere ao período em que os fundadores de uma empresa estão lançando suas operações pela primeira vez — e costuma acontecer logo depois do investimento-anjo.

Os financiadores mais comuns da etapa são os próprios fundadores, bem como amigos próximos, apoiadores e familiares.

Seed

O financiamento seed (semente) é a primeira fase oficial de financiamento de capital. Normalmente representa o primeiro dinheiro oficial que um empreendimento comercial ou empresa arrecada. Algumas empresas nunca vão além do financiamento inicial para as rodadas da série A ou além.

Pode-se pensar no financiamento “semente” como parte de uma analogia para o plantio de uma árvore. Este apoio financeiro inicial ajudará a fazer o negócio crescer.

Com receita suficiente e uma estratégia de negócios bem-sucedida, bem como a perseverança e a dedicação dos investidores, a empresa provavelmente crescerá e se tornará uma “árvore”.

Após a fase primária é hora de se consolidar como empresa (Imagem: Priscilla Du Preez/Unsplash)
Após a fase primária é hora de se consolidar como empresa (Imagem: Priscilla Du Preez/Unsplash)

Rodadas de investimentos

Série A

No financiamento da Série A, os investidores não procuram apenas grandes ideias. Em vez disso, procuram empresas com grandes ideias e uma forte estratégia para transformar essa ideia em um negócio lucrativo de sucesso.

Por esse motivo, é comum que as empresas que estão passando por rodadas de financiamento da série A já tenham um mínimo de maturação e valor de mercado.

As oportunidades podem ser aproveitadas para dimensionar o produto em diferentes mercados. Nesta rodada, é importante ter um plano para desenvolver um modelo de negócios que gere lucro a longo prazo.

O investimento médio nesse estágio deu um verdadeiro salto por conta das empresas de tecnologia. Os investidores envolvidos na rodada da série A vêm de empresas de capital de risco mais tradicionais e com maior quantidade de fundos.

Série B

As rodadas da série B tratam de levar os negócios ao próximo nível, além do estágio de desenvolvimento. Os investidores ajudam a startup a chegar lá, expandindo o alcance do mercado.

As empresas que passaram por rodadas de financiamento seed e série A já desenvolveram bases de usuários substanciais e provaram aos investidores que estão preparadas para o sucesso em uma escala maior.

O financiamento da série B é usado para fazer a empresa crescer, de modo que ela possa atender a esses níveis de demanda. A série B é semelhante à série A em termos de processos e jogadores-chave envolvidos no investimento.

O estágio é normalmente liderado por muitos dos mesmos personagens da rodada anterior, incluindo um “âncora” importante que ajuda a atrair outros investidores. A diferença da série B é a adição de uma nova onda de outras empresas de capital de risco que se especializam em investimentos em estágios posteriores.

Série C

As empresas que chegam às sessões de financiamento da série C já são bem sucedidas. Essas empresas buscam financiamento adicional para ajudá-las no desenvolvimento de novos produtos, na expansão para novos mercados ou mesmo na aquisição de outras empresas.

Nas rodadas da série C, os investidores injetam capital intramuscular — como anabolizantes — nos negócios de sucesso, um esforço para receber mais do que o dobro do valor de volta. O financiamento da série C está focado no dimensionamento da empresa, crescendo o mais rápido e com o máximo de sucesso possível.

À medida que a operação se torna menos arriscada, mais investidores entram em jogo. Na série C, grupos como fundos de hedge, bancos de investimento, firmas de private equity e grandes players de mercados secundários acompanham o tipo de investidores mencionados acima.

A razão para isso é que a empresa já provou ter um modelo de negócios de sucesso; esses novos investidores vêm à mesa com a expectativa de investir quantias significativas de dinheiro em empresas que já estão prosperando, como meio de ajudar a garantir sua própria posição como líderes empresariais.

Com isso podemos entender um pouco sobre as rodadas de investimentos de uma startup.

Com informação: Fundz, Investopedia.