11 jogos de videogame que viraram séries e filmes

Coloque o controle de lado e pegue a pipoca: 11 jogos de videogame que viraram filmes e séries, entre os bons e os muito ruins

Ronaldo Gogoni
Por

Muitos jogos de videogame viraram filmes e séries. Alguns de excelente qualidade, outros assistíveis, que envelheceram razoavelmente, e alguns tão ruins que o melhor a fazer é ficar longe deles. Listamos aqui 11 títulos de franquias famosas, que podem ou não ter sido bem executados nas telas da TV e do cinema — incluindo também a Netflix.

Walt Disney Pictures / Super Mario Bros. / jogos de videogame que viraram séries e filmes

11 jogos de videogame que viraram séries e filmes

Esta lista não está em ordem de qualidade ou de preferência e não demos destaque aos melhores títulos, até porque a grande maioria das adaptações de jogos de videogame para a telona ou para a telinha não deu muito certo. Dito isso, vamos em frente:

1. Super Mario Bros. (1993)

YouTube video

Não dá para começar esta lista por outro filme que não seja Super Mario Bros. Além de ter sido a primeira adaptação de um jogo para o cinema, ele é frequentemente listado como o pior filme baseado em games de todos os tempos: um roteiro sem pé nem cabeça, cenários terríveis, figurinos horrorosos e atuações péssimas, onde nem mesmo Dennis Hopper como “presidente” Koopa se salva. Não está disponível no streaming.

2. Street Fighter (vários)

YouTube video

A série Street Fighter foi adaptada duas vezes para o cinema, ambas resultando em filmes fracos. A primeira, Street Fighter: A Batalha Final (1994) trazia Jean-Claude Van Damme como Guile, e Raul Julia (em seu último papel antes de morrer) como o vilão M. Bison. A segunda, Street Fighter: A Lenda de Chun-Li (2009) trazia a atriz Kristin Kreuk (Smallville) como protagonista, além de Neal McDonough (Capitão América: O Primeiro Vingador) como M. Bison e Michael Clarke Dugan (À Espera de um Milagre, Demolidor) como Balrog.

Mais recentemente, a franquia foi adaptada em duas séries live-action para a web, Street Fighter: Assassin’s Fist e Street Fighter: Ressurrection, ambas mais fieis aos jogos originais.

3. Mortal Kombat (vários)

YouTube video

Mortal Kombat também foi adaptado várias vezes. A primeira, Mortal Kombat: O Filme (1995) foi uma boa obra de ação/artes marciais, com Christopher Lambert como Raiden e Cary-Hiroyuki Tagawa como Shang Tsung, que recentemente voltou a emprestar sua voz e aparência ao personagem em Mortal Kombat 11. Mesmo hoje, é considerado uma das adaptações melhor executadas, dadas as limitações da época. O mesmo não pode ser dito da sequência Mortal Kombat 2: A Aniquilação (1997), sem a mesma qualidade.

O jogo também já teve um curta (Mortal Kombat: Rebirth) e duas séries (Mortal Kombat: Konquest e Mortal Kombat: Legacy), e há um novo filme agendado para estreia em 2021.

4. Resident Evil: O Hóspede Maldito (2002)

YouTube video

A série de Survival Horror da Capcom foi adaptada para o cinema por Paul W.S. Anderson (que dirigiu o primeiro Mortal Kombat), mas com um detalhe: a trama de Resident Evil: O Hóspede Maldito e suas sequências foi moldada em torno de uma nova protagonista chamada Alice, vivida pela atriz Milla Jovovich (O Quinto Elemento), que alguns anos depois do primeiro filme, viria a se tornar esposa do diretor. Muita gente não gosta dos filmes por essa divergência dos jogos, mas é fato que a franquia é uma das adaptações de games para a telona mais bem sucedidas financeiramente.

5. Terror em Silent Hill (2006)

YouTube video

A série de terror psicológico Silent Hill foi adaptada duas vezes para o cinema: a primeira, Terror em Silent Hill (2006) não reproduz todos os eventos dos jogos fielmente (embora conte com o Pyramid Head), mas recria situações semelhantes de forma a se aproveitar melhor da linguagem cinematográfica, com destaque para a cena das enfermeiras. A sequência, Silent Hill: Revelação (2012), foi bem menos inspirada que o anterior.

6. Tomb Raider: A Origem (2018)

YouTube video

Tomb Raider teve duas encarnações no cinema: a primeira, estrelada por Angelina Jolie rendeu dois filmes, Lara Croft: Tomb Raider (2001) e Lara Croft: Tomb Raider – A Origem da Vida (2003), ambos adaptando com fidelidade os jogos como eles eram antes do reboot.

Para trazer a atual Lara e a trama da mais recente trilogia de games para a telona, Tomb Raider: A Origem (2018) conta com Alicia Vikander (EX_Machina) no papel principal, naquela que é a melhor versão da exploradora fora dos jogos, Há um segundo filme em produção, prometido para 2021.

7. Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos (2016)

YouTube video

A história de Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos segue o roteiro do primeiro jogo da franquia, Warcraft: Orcs & Humans (1994) à risca, nos mínimos detalhes. O filme foi uma parceria entre a Legendary Pictures e a desenvolvedora Blizzard, é o mais caro dentre os baseados em games da história (custou de US$ 150 milhões). Mas, apesar disso, rendeu muito menos que o esperado, não conquistando o público geral e sucesso apenas entre os fãs dos jogos.

8. Double Dragon (1994)

YouTube video

Um filme com a vibe de Surfistas Ninjas, o cenário de Robocop e pancadaria a vontade: você tem Double Dragon. Baseado no clássico dos beat ‘em ups era despretensioso e até ingênuo em sua proposta, com uma trama sobre um medalhão dividido em duas partes, que reunidas conferem grandes poderes. O filme estrelado por Robert Patrick (O Exterminador do Futuro 2) e Mark Dacascos (Crying Freeman) passa hoje como um filme nível Sessão da Tarde, leve e divertido.

9. Alone in the Dark: O Despertar do Mal (2005)

YouTube video

Se for para escolher um filme baseado em jogos produzido e dirigido pelo “mito” Uwe Boll, que seja o pior dentre os piores. Alone in the Dark: O Despertar do Mal não só é um dos piores games adaptados para o cinema, mas um dos piores filmes de todos os tempos, ponto. Atuações medíocres, efeitos ridículos e um roteiro bizarro, que nada tem a ver com o game, fizeram com que o filme tenha sido um fracasso retumbante.

10. Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo (2010)

YouTube video

A franquia Prince of Persia, que já era popular desde os anos 1990 ganhou novo fôlego com o reboot na década seguinte, na trilogia das Areias do Tempo, em que o filme Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo foi baseado. Mesmo com produção do mesmo estúdio da série Piratas do Caribe (ou seja, Disney), com o criador do jogo Jordan Mechner como consultor, e contando com Ben Kingsley e Jake Gyllenhaal no elenco, o filme não atendeu às expectativas e é considerado uma adaptação aquém dos jogos.

11. The Witcher (2019)

YouTube video

Por mais que The Witcher se baseie nos livros de Andrzej Sapkowski (a primeira temporada adapta as tramas de O Último Desejo e A Espada do Destino), e não a história dos jogos, é fato notório que a série recentemente lançada na Netflix deve grande parte de sua popularidade à trilogia de jogos lançados pela CD Projekt Red, em especial The Witcher 3: Wild Hunt (2015), que vem conquistando cada vez mais fãs, basicamente com a série e o jogo alimentando um ao outro. Essa, disponível na Netflix, na 1ª temporada.

Ronaldo Gogoni

Ronaldo Gogoni é formado em Análise de Desenvolvimento de Sistemas e Tecnologia da Informação pela Fatec (Faculdade de Tecnologia de São Paulo). No Tecnoblog, fez parte do TB Responde, explicando conceitos de hardware, facilitando o uso de aplicativos e ensinando truques em jogos eletrônicos. Atento ao mundo científico, escreve artigos focados em ciência e tecnologia para o Meio Bit desde 2013.

Relacionados

Relacionados