O que é crossmedia?

Oferecer uma campanha em diversos tipos de mídias é o ideal na hora de alcançar o máximo possível de pessoas; saiba o que é crossmedia

Ricardo Syozi
Por

Quando uma empresa ou marca decide criar uma campanha de marketing, é necessário definir o público alvo e a persona que querem alcançar. A partir daí, os passos seguintes precisam ser calculados para definir qual o tipo de mídia é a melhor opção para essa interação. Porém, caso a companhia queira atingir o máximo possível de clientes em potencial, uma alternativa válida é o uso do crossmedia. Saiba mais sobre o assunto nas linhas a seguir.

O que é crossmedia

É uma forma de marketing na qual a campanha é realizada através de vários canais diferentes como televisão, internet, mídia impressa, entre outros. A mensagem é sempre a mesma, porém a forma como é transmitida é o que muda quando falamos de crossmedia.
Definição de crossmedia (Imagem: Tecnoblog)

Divulgar a sua marca em um único canal de mídia é coerente, pois, em teoria, deve diminuir os custos e ainda alcançar mais objetivamente o público alvo esperado. Se o seu produto é consumido por jovens entre 12 e 18 anos, usar as redes sociais acaba sendo uma escolha inteligente com chances maiores de dar certo, por exemplo.

Por outro lado, se a intenção da empresa é atingir um número maior de pessoas dentro de uma demografia mais ampla, então é preciso expandir os canais de sua campanha publicitária. Pense assim: adolescentes vão usar mais o TikTok e o Twitter, mas adultos acima dos 50 anos ainda têm o costume de assistir o jornal da noite. O ideal, então, é apresentar a sua marca tanto nas redes sociais quanto em comerciais de TV.

É aí que entra o conceito de crossmedia.

Seu uso é direcionado a realizar a mesma campanha de marketing através de vários canais de mídia distintos com o intuito de se aproximar do maior número possível de pessoas/clientes.

É claro que isso exige maior planejamento, já que mesmo apresentando a mesma mensagem publicitária, o formato deve ser diferente, produzido especificamente para o veículo em si. Além disso, os custos são maiores, algo que muitas marcas acabam optando por não usar o marketing nesse nível.

Exemplo de crossmedia

Você, provavelmente, já se deparou com campanhas publicitárias que fazem uso do crossmedia. Eu mesmo lembro de ter encontrado vários e nem mesmo reparei na época que se tratava da mesma mensagem em mídias distintas. Essa característica de conexão é uma vantagem desse estilo de marketing, já que faz tudo parecer homogêneo.

Pensando nisso, separei uma campanha recente da Nintendo sobre seu console híbrido: o Switch.

Utilizando a chamada “Anytime, Anywhere” (Qualquer hora, Qualquer lugar), a marca fez uma campanha extensa de crossmedia em diversos veículos. Confira logo abaixo:

Comercial de televisão

YouTube video

Vídeo para YouTube

https://www.youtube.com/watch?v=Ql9Na-KHrsg

Propaganda em revistas sobre games e tecnologia

crossmedia
Página de uma revista (Imagem: Reprodução/Reddit)

Botão de propaganda em sites

Nintendo Switch
Propaganda que pode ser vista em botões em sites diversos (Imagem: Reprodução)

É possível notar que a mensagem sobre o console é clara, mas com o uso do crossmedia, ela traz elementos e formatos diferentes em cada veículo de mídia. Assim, uma quantidade muito maior de pessoas será alcançada, transformando o item em uma parte da cultura de sua época.

É claro que há vários fatores sobre o sucesso do console, porém o uso da campanha certa na hora certa faz parte dos números gigantescos de vendas do Nintendo Switch, sem dúvida.

Mesmo que criar uma campanha de crossmedia é mais custoso e complexo, é importante que uma empresa reflita sobre o seu uso, vantagens e desvantagens. Isso auxilia e direciona os objetivos da marca como um todo. Quanto mais orgânica a mensagem passada for, mais ela ficará na mente das pessoas.

Você conhece outros exemplos desse uso para o marketing? Deixei alguma informação de fora? Conta pra gente a sua opinião!

Com informações: IGI Global.

Ricardo Syozi

Repórter

Ricardo Syozi é jornalista apaixonado por tecnologia e especializado em games atuais e retrôs. Já escreveu para veículos como Nintendo World, WarpZone, MSN Jogos, Editora Europa e VGDB. Possui ampla experiência na cobertura de eventos, entrevistas, análises e produção de conteúdos no geral. Entrou para o Tecnoblog em 2021.

Relacionados

Relacionados