Início / TB Responde / Aplicativos e Software /

O que é e para que serve o MongoDB?

Código aberto para grande volume de dados; saiba o que é e para que serve o MongoDB, um banco de dados flexível NoSQL

Por

O database funciona com muita eficiência em números gigantescos de informações. Veja abaixo, o que é e para que serve o MongoDB. O modelo de banco de dados com código aberto já é usado por empresas que trabalham com volumes imensos de informações, como a Google, o Facebook e até a Adobe.

O que é o MongoDB? (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
O que é o MongoDB? (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Open source database

O MongoDB é um banco de dados orientado a documentos que possui código aberto (open source) e foi projetado para armazenar uma grande escala de dados, além de permitir que se trabalhe de forma eficiente com grandes volumes.

Ele é categorizado no banco de dados NoSQL (not only SQL) pois o armazenamento e a recuperação de dados no MongoDB não são feitas no formato de tabelas.

O banco de dados também fornece suporte oficial de driver para todas as linguagens populares como C, C ++, C # e .Net, Go, Java, Node.js, Perl, PHP, Python, Motor, Ruby, Scala, Swift, Mongoid. Assim, pode-se criar um aplicativo usando qualquer uma dessas linguagens.

Como funciona o MongoDB

O MongoDB é um servidor de banco de dados, onde as informações são armazenadas, mas o processo é mais fluido, independente, com os elementos tendo identificações únicas. Resumindo, o ambiente fornece um servidor que se pode iniciar e, em seguida, criar vários bancos de dados usando o MongoDB.

Os itens não são relacionados, obrigatoriamente, e sua hierarquia é totalmente flexível. Por conta de seu banco de dados NoSQL, as informações são armazenadas nas coleções e documentos. As coleções são subpartes do banco geral, independentes.

As vantagens e desvantagens do mongoDB

Vantagens

O MongoDB contém coleções, assim como o banco de dados MySQL contém tabelas. A sua vantagem é a permissão para criar vários bancos de dados e várias coleções dentro do principal.

Na coleção, estão documentos que contêm os dados que vamos armazenar no banco do MongoDB, e uma única coleção pode conter vários documentos. Não existe esquema de tipo, isso significa que não é necessário que um documento seja semelhante ao outro.

Nos documentos, pode-se armazenar dados aninhados. Essa conexão de dados permite criar relações complexas entre eles e armazená-los no mesmo documento, o que torna o trabalho e a busca mais eficientes em comparação com o SQL. Além disso, podemos citar:

  • Não precisa projetar o esquema do banco de dados ao trabalhar com o mongoDB;
  • Fornece grande flexibilidade para os campos nos documentos;
  • Trabalha com dados heterogêneos;
  • Não requer nenhuma adição ou injeção de SQL;
  • Facilmente integrável com o Big Data Hadoop (com diversas versões open source).

Desvantagens

  • Utiliza muita memória para armazenar e estocar dados;
  • Limite de 16 MB de dados para armazenar nos documentos;
  • Limite para aninhar dados nos arquivos BSON em até 100 níveis.

Com informação: Geeks for geeks, Guru99, MongoDB.