Início / TB Responde / Celular /

O que é preciso para ter energia solar em casa?

Faz bem ao ambiente e o bolso do consumidor; saiba o que é preciso para ter energia solar em casa e faça o investimento

Leandro Kovacs

Por

TB Responde
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Em um país com a energia elétrica cada vez mais cara e o sol cada vez mais forte, o investimento pode ser válido. Veja abaixo, o que é preciso para ter energia solar em casa quando pensamos em equipamentos e quais são as informações que a legislação brasileira traz sobre o assunto de importância ambiental e econômica.

O que é preciso para ter energia solar em casa? (Imagem: Jeremy Bezanger/Unsplash)
O que é preciso para ter energia solar em casa? (Imagem: Jeremy Bezanger/Unsplash)

Não preciso de ninguém, sei trocar tomada

Se esse pensamento passou pela sua cabeça, desista. Para ter sua geração de energia elétrica através dos raios solares é necessário o manuseio e instalação das placas por empresa confiável, além de todo o trâmite burocrático para legalizar o sistema e assim dar seus frutos.

Todo o trabalho e processos necessários, desde o estudo de viabilidade e elaboração do projeto, instalação, comissionamento, até a homologação, exigem conhecimentos técnicos especializados e qualificados.

Outro ponto importante é: as placas solares são sensíveis ao manuseio — se o objetivo é investir para economizar, danificá-las por mau uso não é uma boa ideia. Então, além da possibilidade de danificar os painéis, o processo completo de instalação também oferece riscos — evitemos cair do telhado —, por isso deve ser feito em conformidade com todas as normas de segurança.

Gambiarra de tomadas (Imagem: Tim Mossholder/Unsplash)
Evite fazer sozinho para não ter dor de cabeça ou prejuízos (Imagem: Tim Mossholder/Unsplash)

O mais indicado é contratar uma empresa especializada em sistemas de geração de energia solar, para que o usuário não tenha prejuízos e possíveis dores de cabeça.

Então, o que eu preciso para fazer funcionar?

É super empolgante a possibilidade de reduzir seus gastos com energia elétrica, mas como tudo que é feito com qualidade, exige paciência e sequência de procedimentos.

Planejamento para projeto elétrico

O primeiro passo para instalar energia solar em casa é entender qual é a média de consumo mensal da residência. A dica é verificar nas faturas de energia o número de quilowatt-hora (kWh) que normalmente aparece no topo da conta.

Este número significa exatamente o quanto a casa consumiu de energia no mês anterior. Para chegar à média anual de consumo, basta somar o número de kWh dos 12 últimos meses, e depois dividir esse valor por 12. Dessa forma entende-se o porte do sistema necessário na instalação.

Receber uma visita técnica

A partir desse ponto, já é preciso ter o suporte de uma empresa de energia solar de confiança. Os profissionais farão uma análise do tamanho ideal do sistema de energia solar de acordo com a média de consumo, o local mais apropriado para a instalação e outras questões mais técnicas, como quais são as características do transformador da concessionária de energia local que alimenta o imóvel.

Projeto elétrico

Com as informações coletadas após a visita técnica, a empresa fará o projeto de instalação, de forma personalizada.

A etapa é muito importante, pois somente o projeto determinará o tipo de placa solar mais adequada ao imóvel e às expectativas do usuário, além de listar todos os equipamentos necessários para uma instalação de qualidade e segura para todos.

Engenheiros avaliando projeto (Imagem: This is engineering Raeng/Unsplash)
Para seu projeto ter sucesso é preciso ser calculado por profissionais (Imagem: This is engineering Raeng/Unsplash)

Início da burocracia: parecer de acesso

Com o projeto montado e assinado por um engenheiro, a empresa deverá solicitar o parecer de acesso junto à concessionária de energia elétrica do município da residência. É um documento obrigatório, que apresentará todas as informações técnicas e condições de acesso à rede elétrica do endereço.

É importante lembrar que o sistema de energia solar deverá ser conectado à rede de energia convencional, de acordo com as exigências da Resolução Normativa nº 687/2015 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Com isso, sua instalação estará perto de ser legalizada.

Mão na massa: instalação

Com todos os passos anteriores concluídos, a empresa organizará tudo previamente para chegar à residência com todas as informações e equipamentos necessários para os trabalhos de instalação. Que basicamente são: Instalação da estrutura que dará suporte dos módulos fotovoltaicos, da infraestrutura elétrica e dos painéis fotovoltaicos.

Testes de funcionamento

Com tudo bem preso e conectado, a equipe estará pronta para a última etapa da instalação: o comissionamento do sistema, ou seja, todos os testes e ligações necessários para que tudo funcione perfeitamente, sem falhas e transtornos:

  • Aferição das conexões;
  • Aferição das tensões dos módulos e da rede;
  • Inicialização do sistema;
  • Configuração técnica do inversor;
  • Configuração do monitoramento;
  • Identificação de todos os componentes da string, box e equipamentos;
  • Instalação das placas de sinalização exigidas pela concessionária.

Homologação (legalização diante da concessionária)

Depois de todo esse processo, o sistema de microgeração distribuída de energia solar junto a concessionária local deve ser aprovado. A empresa contratada deverá se responsabilizar por este procedimento.

Trata-se de um processo técnico e burocrático que o usuário não deve se preocupar — por isso é importante contratar a empresa. A concessionária analisará o projeto de energia solar e depois um técnico fará uma vistoria para verificar se todos os equipamentos e procedimentos estão de acordo com a legislação da ANEEL e com todas as normas de qualidade e segurança.

A concessionária fará a autorização formal da ligação do seu sistema na rede elétrica da sua cidade. Agora sim, tudo pronto para começar a economizar na conta de luz. O investimento está se tornando cada vez menor, da mesma forma que empresas profissionais estão se espalhando pelo país. Ter sua energia solar em casa é uma questão de paciência e investimento, boa sorte.

Com informação: Intelbras, Enel X, Portal Solar.