Início / TB Responde / Finanças /

O que é venture capital? [e a diferença para venture debt e private equity]

Modalidades de investimento baseados no tamanho da empresa; saiba o que é venture capital, debt e private equity

Por

Baseado em estabilidade ou aposta de desenvolvimento futuro. Veja abaixo, o que é venture capital e a diferença para venture debt e private equity. Todos são formas de investimento, mas cada um tem suas características e objetivos, principalmente quanto ao estágio de maturidade da empresa.

O que é venture capital (Imagem: Vitor Pádua)
O que é venture capital (Imagem: Vitor Pádua)

Venture capital

Venture capital — ou capital de risco — é o financiamento concedido a empresas iniciantes e pequenos negócios que são vistos como tendo o potencial de gerar altas taxas de crescimento e retornos acima da média, geralmente impulsionados pela inovação ou pela conquista de um novo nicho no setor.

O financiamento para esse tipo de negócio geralmente vem de investidores ricos, bancos de investimento e fundos de capital de risco especializados. O investimento não precisa ser financeiro, mas também pode ser oferecido por meio de expertise técnica ou gerencial.

Para empresas mais novas ou com histórico operacional curto — até dois anos — o financiamento de venture capital é popular e, algumas vezes, necessário para levantar capital. Isso ocorre principalmente se a empresa não tiver acesso a mercados de capitais, empréstimos bancários ou outros instrumentos de dívida.

Uma desvantagem para a empresa incipiente é que os investidores geralmente obtêm participação acionária na empresa e, portanto, voz nas decisões da empresa.

Venture capital são ideais para lucros futuros (Imagem: Med Badr Chemmaoui/Unsplash)
Venture capital são ideais para lucros futuros (Imagem: Med Badr Chemmaoui/Unsplash)

Private equity

Private equity — ou patrimônio privado — em sua forma mais básica, é o patrimônio líquido, ou seja, ações que representam a propriedade ou uma participação em uma entidade — que não está publicamente listado para venda ou negociado.

O patrimônio privado é uma fonte de capital de investimento de empresas e indivíduos com alto patrimônio líquido.

Esses investidores compram ações de empresas privadas — ou ganham o controle de empresas públicas com a intenção de torná-las privadas e, por fim, retirá-las das bolsas de valores públicas.

Grandes investidores institucionais dominam o mundo de private equity, incluindo fundos de pensão e grandes firmas da modalidade financiadas por um grupo de investidores credenciados.

Como a meta é um investimento direto em uma empresa, é necessário um capital substancial, razão pela qual estão envolvidos indivíduos com alto patrimônio líquido e empresas com recursos financeiros elevados.

Private equity prefere absorver negócios sólidos (Imagem: Omar Flores/Unsplash)
Private equity prefere absorver negócios sólidos (Imagem: Omar Flores/Unsplash)

Venture capital X Private equity

As empresas especializadas em private equity compram principalmente empresas maduras que já estão estabelecidas. As empresas podem estar se deteriorando ou deixando de obter os lucros que deveriam devido à ineficiência.

Firmas de private equity compram essas empresas e agilizam as operações para aumentar as receitas. As firmas de venture capital, por outro lado, investem principalmente em startups com alto potencial de crescimento.

As private equity compram principalmente 100% da propriedade das empresas nas quais investem. Como resultado, a empresa tem o controle total das operações após a aquisição. As empresas de capital de risco investem em 50% ou menos do patrimônio líquido do alvo.

A maioria das venture capital preferem distribuir seus riscos e investir em muitas empresas diferentes. Se uma startup falhar, todo o fundo da empresa de capital de risco não será afetado substancialmente.

Trazendo para realidade brasileira, as empresas de private equity trabalham com privatizações, enquanto as venture capital preferem acelerar empresas para obter lucro futuro maior.

Venture debt

Venture debt — ou dívida de risco — é um termo abrangente que se refere a empréstimos adaptados às necessidades e aos riscos associados das empresas iniciantes, apoiadas por investidores em tecnologia, ciências da vida e economia da inovação.

Esses empréstimos são direcionados a empresas que levantaram capital de empresas de capital de risco ou fontes institucionais semelhantes, em oposição ao capital levantado por “amigos e familiares”. É um ato ativo de investimento, buscado pela empresa embrião, para levantar capital mas em tom de dívida, não de participação.

Em vez de focar no fluxo de caixa histórico ou ativos de capital de giro como fonte de reembolso, a venture debt enfatiza a capacidade da empresa em levantar capital adicional para financiar o crescimento e pagar a dívida.

Com informação: SVB, Investopedia