Qual a diferença do cabo de rede CAT5, CAT5e e CAT6?

Entenda a diferença entre o cabo de rede CAT5, CAT5e e CAT6 e as implicações do uso de cada um deles no desempenho da rede

Ricardo Fraga
Por

Apesar de, em uma primeira olhada, todo cabo de rede parecer igual, mudando apenas as cores, as diferenças vão muito além da aparência e influenciam, diretamente, no desempenho da rede, seja ela residencial ou comercial. Neste comparativo, detalharemos a diferença do cabo de rede CAT5, CAT5e e CAT6.

Qual a diferença do cabo de rede CAT5, CAT5e e CAT6

A diferença dos cabos de rede vai muito além da aparência (Imagem: Steven Helmis / Pixabay)

Qual a diferença do cabo de rede CAT5, CAT5e e CAT6?

As diferenças entre os cabos resumem-se, basicamente, à largura de banda, frequência e diafonia, que é a sensibilidade a interferências. Acompanhe uma análise de cada um dos tipos e, ao final, um comparativo para que a diferença entre eles fique ainda mais clara.

CAT5

O cabo CAT5 (acrônimo de Category 5, ou Categoria 5) é formado por quatro pares de cabos de cobre trançados e revestidos por uma capa de plástico. Ele tem uma largura de banda de até 10 Mb/s a uma distância de 100 metros, frequência de 100 MHz e é muito suscetível a interferências, o que acaba prejudicando o seu desempenho.

CAT5e

O cabo CAT5e (acrônimo de Category 5 enhanced, ou Categoria 5 melhorada) é muito similar ao seu antecessor, o CAT5. Também conta com quatro pares de cabos de cobre trançados e é capaz de alcançar uma largura de banda de 1 Gb/s, até dez vezes a velocidade de seu antecessor.

Outra diferença é o trançamento dos pares, feita de forma mais justa, aumentando o número de torções por polegada e resultando em um cabo um pouco menos suscetível a interferências.

Cabo de par trançado CAT5e

Cabo de par trançado CAT5e (Imagem: Reprodução / Furukawa)

CAT6

O cabo CAT6 (acrônimo de Category 6, ou Categoria 6) é o sucessor do CAT5e. Ele conta com os mesmos quatro pares de cabos de cobre trançados, mas com uma torção ainda mais forte que a do CAT5e, além de um isolamento entre os pares trançados. Isso permite uma diminuição significativa em relação à suscetibilidade a interferências entre os próprios pares e externas.

Além disso, o CAT6 opera em uma frequência de 250 MHz e pode alcançar uma largura de banda de 1 Gb/s a 100 metros de distância ou 10 Gb/s a uma distância de até 55 metros.

Cabo de par trançado CAT6

Cabo CAT6 tem isolamento extra entre os pares trançados (Imagem: Reprodução / Furukawa)

Comparação

Para facilitar a compreensão e comparação entre os três cabos, montamos a seguinte tabela, na qual é possível ver as velocidades alcançadas por cada tipo de cabo e a que distância, além da frequência de cada um deles.

TipoDistânciaAté 100 Mb/sAté 1 Gb/sAté 10 Gb/sFrequência
CAT5100 metrosX100 MHz
CAT5e100 metrosXX100 MHz
CAT6100 metrosXX250 MHz
CAT655 metrosXXX250 MHz

Conclusão

Após comparar os tipos de cabos disponíveis, é fácil perceber que o CAT5 não tem mais função no mercado, uma vez que tem uma baixa disponibilidade de banda e é muito suscetível a interferências. O CAT5e e o CAT6 (mesmo a 100 metros), por sua vez, atende, com tranquilidade, a maioria das demandas residenciais e comerciais ao atingirem até 1 Gb/s.

Com informações: Black Box

Ricardo Fraga

Ex-redator

Ricardo Fraga é formado em jornalismo e já trabalhou como desenvolvedor de aplicativos. Cobrindo temas relacionados à tecnologia desde 2009, foi redator no Tecnoblog entre 2020 e 2021 e produziu conteúdos sobre softwares, hardwares e redes sociais para a editoria TB Responde. Antes disso, foi autor no Meio Bit e escreveu matérias sobre empresas de inovação como Google, Apple e Meta.

Relacionados

Relacionados