4g

Entenda a diferença entre 3G, LTE, 4G, 4G+, 4,5G e 5G

16/03/2018 às 12h13 por

4G, 4G+, 4,5G, 5G... Existem muitas siglas por trás da internet que você usa no seu celular. Além das tradicionais redes 2G, 3G e 4G, surgiram nos últimos tempos as siglas de 4G+ e 4,5G e já começamos a falar bastante sobre 5G. Cada geração representa avanços em alguma característica; aprenda as diferenças de cada uma delas.

Como saber se o seu celular é compatível com o 4G do Brasil

03/05/2017 às 13h00 por

Com o desligamento da TV analógica, várias cidades do Brasil passam a ganhar uma nova banda de 4G, a 28, com frequência de 700 MHz (às vezes até antes da hora). Essa banda é caracterizada pela melhor penetração de sinal, permitindo melhor cobertura em ambientes internos. Já detalhamos aqui a nova frequência. Ela chega pa

Qual operadora tem a melhor cobertura no Brasil?

28/03/2017 às 17h01 por

Você sabe qual operadora tem a melhor cobertura no Brasil, incluindo TIM, Vivo, Claro, Oi e Nextel? Neste post, vamos listar as operadoras móveis que têm melhor cobertura 4G, 3G e 2G, separando pelo padrão da rede. Esse é um dos quesitos para saber qual plano de celular escolher: a qualidade do sinal. Afinal, não adianta contratar um plano baratíssimo que não pega onde você mora, né?

Por que o 5G vai mudar sua vida (mesmo que você não tenha nem 4G)

02/03/2016 às 15h16 por

A Mobile World Congress é palco de apresentações de smartphones de última geração, planos futuros de grandes empresas de telecomunicações e novidades em tecnologias que estão onipresentes na nossa rotina. Entretanto, o tema que mais insistia em aparecer em Barcelona em 2016 era o 5G: uma única olhada para o lado era suficiente para encontrar algu

4G/LTE: saiba como o 4G funciona

18/01/2012 às 16h00 por

Long Term Evolution, ou simplesmente LTE é o nome da tal tecnologia de quarta geração (4G), que ainda deixa muitas dúvidas. O que é exatamente o LTE e para que serve? O LTE é uma tecnologia móvel de transmissão de dados que foi criada com base no GSM e WCDMA. A diferença é que, dessa vez, a tecnologia prioriza o tráfego de dados em vez do tráfego de voz, como acontecia em gerações anteriores. Isso proporciona uma rede de dados mais rápida e mais estável. Veja também