App Store

Sobre

A App Store é uma loja de aplicativos da Apple para dispositivos com sistema operacional iOS, como iPhone, iPod Touch e iPad. Foi lançada em julho de 2008 por meio de uma atualização no iTunes, o software responsável por sincronizar dados entre computadores e gadgets da Apple. Em fevereiro de 2012, a loja possuía mais de 700 mil aplicativos, somando 25 bilhões de downloads. Para que um aplicativo esteja disponível na loja, é necessário passar por um processo manual de aprovação.

App Store não abre no Mac OS X? Veja como resolver.

15/05/2016 às 18h49 por

Recentemente comecei a ter problemas para carregar a App Store no meu Macbook Pro. Ao abrir o aplicativo, nenhum conteúdo era carregado e a janela ficava com aquele fundo cinza e um ícone de carregamento rodando. Não sei exatamente quando isso começou (acredito que foi quando atualizei para o El Capitan), mas o fato é que eu não conseguia carregar nenhuma aba da l

Minha experiência criando apps para smartphones e tablets

03/04/2013 às 09h18 por

Nota do Editor: O jovem Fernando Saragoça já esteve aqui no site antes quando falamos sobre o app de rastreio de encomendas Chegou?. Ele também fez o Photopost, um serviço para encomendar fotos impressas tiradas com o celular. Neste artigo, ele comenta um pouco da experiência de desenvolver para dispositivos móveis, com direito a números, valores e detalhes de tudo que acontece nessa vida de programador. Bem legal! (Thássius Veloso

Chrome para iOS — Primeiras impressões

28/06/2012 às 17h40 por

Chega à loja App Store, depois de muita espera, a primeira versão do Chrome para iPhone, iPad e iPod Touch. O aplicativo está disponível gratuitamente para qualquer um com iOS na versão 4.3 ou superior. Aqui na redação fizemos alguns testes iniciais com o navegador no iPad para lhes contar como está o provável substituto do Safari para muitos de nós.[gallery link="file" columns="4" orderby="title" include="106023,106024,106025,106026,106028,106029"] A interface do

Voe ao redor do mundo com Pocket Planes

27/06/2012 às 16h23 por

Sou um de muitos gamers (e alguns nem tão gamers assim) que tiveram a produtividade completamente aniquilada esta semana por mais um joguinho "grátis" da Nimblebit,  a turma que nos deu Tiny Tower no ano passado. Quando chegou a hora de escrever essa coluna, não consegui pensar em outra coisa pra discutir que não fosse o bendito jogo.  

Parece que o modelo de jogos “freemium” decolou de vez

24/04/2012 às 16h00 por

Lá em 2010, escrevi aqui no Tecnoblog um texto sobre o modelo freemium. De lá pra cá, o formato de games gratuitos com microtransações aparentemente deu tão certo que se expandiu além dos joguinhos casuais de celulares e começaram a ser adotados por grandes marcas, como o mais recente simulador de vôo da Microsoft ou

Jogos na App Store brasileira: que bruxaria é essa?

10/04/2012 às 20h20 por

Desde que a App Store surgiu em 2008, gamers brasileiros (um grupo já acostumado a complicações e dificuldades arbitrárias) foram recepcionados com mais um empecilho: a loja tupiniquim de apps não oferecia games. O impasse, mal compreendido por muitos, obrigava nossos compatriotas a apelar para gambiarras como declarar-se argentino (!) e abrir uma conta na loja da App Store dos hermanos. E, em alguns outros casos (que levantem as mãos os infratores), isso servia como mais um pretexto pra piratear os games. Já não era mais uma questão de falta de dinheiro, argumentavam alguns: a cha

Destaques do GDC Play: pequenas equipes, grandes games

09/03/2012 às 20h30 por

Direto da GDC, São Francisco (EUA) — Na terça-feira (06) iniciou-se na Game Developers Conference o evento GDC Play, uma exposição na qual pequenos desenvolvedores têm a chance de demonstar seus jogos para outros participantes da conferência. Nesse painel, jogos que dificilmente chegariam as lojas conseguem atenção de publishers e eventualmente vão pro mercado. Ou em outros casos, boas ideias rendem empregos para toda uma equipe produzir uma versão maior e mais

Quando a “inspiração” de fazer um game passa dos limites

07/02/2012 às 15h58 por

Charles Caleb Colton era um escritor inglês de que você provavelmente nunca ouviu falar antes de ler esta coluna. O sujeito não virou um nome famoso como seus conterrâneos Shakespeare ou J. R. R. Tolkien (aliás, o coitado é tão underground que até mesmo a página da wiki sobre sandálias Havaianas é maior e melhor do que o artigo do autor), mas ele deixou um pequeno legado: a expressão "a imitação é a forma mais sincera de elogio".

Review de Battleheart: RPG com gostinho de RTS no iPhone

09/02/2011 às 17h20 por

Definir Battleheart é uma tarefa complicada, similar ao clássico dilema do Tostines (é frequinho porque vende mais ou vende mais porque é fresquinho?). É difícil decidir se Battleheart é um RPG com toques de RTS, ou se é um RTS com sistema de upgrade baseado em RPGs. Não importa a nomenclatura: Battleheart é um título excelente que qualquer fã de ambos RPGs e jogos de estratégia em tempo real precisam conferir.

Infinity Blade, um jogo impressionante para iPhone

16/12/2010 às 13h35 por

Em setembro, a ChAIR Entertainment (que você talvez conheça por causa de seus outros excelentes títulos "Underflow" e "Shadow Complex" no Xbox Live Arcade) mostrou no evento especial sobre música da Apple uma prévia de seu futuro jogo para aparelhos iOS, até então chamado de "Project Sword". Tudo o que sabíamos na época é que o jogo seria movido pela Unreal Engine, ou seja, que seria graficamente intenso. Algum tempo mais tarde, a demonstração técnica "Epic Citadel" ficou disponív

Tenha sua própria empresa de jogos com Game Dev Story

21/10/2010 às 15h08 por

Lembro-me que, na época do lançamento de SimCity 2000, a Revista do CD ROM estava rodando uma propaganda de uma página inteira com screenshots do jogo, acompanhada de dizeres mais ou menos assim: "se você reclama do seu prefeito, que tal tentar fazer o trabalho dele?" Espero que eu não seja o único a lembrar disso. Nós gamers somos profissionais em reclamar da indústria. O jogo X precisava ter gráficos melhores, a empresa Y não entende o que os jogadores querem e continuam empurrando as mesmas porcarias que não deram certo da última vez, e por que diabos a continuação

VLC chega ao iPad prometendo reproduzir vídeos com “quase todos os codecs existentes”. Ele cumpre?

20/09/2010 às 20h24 por

Se você leu o título e se perguntou “o que isso tem de mais?”, eu lhe digo. Até pouco tempo atrás, a Apple nunca havia permitido que fosse executado nativamente em seus dispositivos com iOS um vídeo que não estivesse no formato Quick Time ou MP4 (codificado em H.264 em qualquer um dos casos). Isso mudou recentemente com a chegada de alguns aplicativos como o Yxplayer e o CineXPlayer, que chegaram à App Store do iPad permitindo a reprodução de outros formatos, como o popular AVI. Eles ainda têm muito o que melhorar (como você pode ler

Carregar mais posts