Eleições 2018

Artigos de Eleições 2018

WhatsApp baniu 400 mil contas durante eleições de 2018 no Brasil

às 10h36 por

O WhatsApp baniu mais de 400 mil contas do Brasil durante as Eleições 2018 por violarem os termos de serviço. A empresa, que pertence ao Facebook, revelou essa informação por exigência da CPMI das Fake News. Ela usa aprendizado de máquina para detectar comportamento automatizado e impedir a atuação de bots. WhatsApp corrige falha que permitia invasão do celular com vídeos MP4

WhatsApp nas eleições: TSE pede linhas que fizeram disparos ilegais

às 14h30 por

As operadoras serão obrigadas a apresentar ao TSE os números de linhas telefônicas de quatro empresas de comunicações suspeitas de disparar mensagens irregularmente durante as eleições de 2018. A corregedoria da Justiça Eleitoral intimou Claro, Oi, TIM, Vivo, Nextel, Algar, Datora, Terapar e a já extinta Porto Seguro Conecta. WhatsApp confirma que eleição de 2018 teve envio em massa de mensagens

TSE investiga se hackers invadiram sistema da Justiça Eleitoral

às 14h19 por

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) vai investigar se hackers tiveram acesso ao sistema interno da Justiça Eleitoral. Os invasores alegam ter o código-fonte do sistema Gedai-UE, que grava o sistema operacional e a lista de eleitores na urna eletrônica; no entanto, eles não teriam quebrado o sigilo do voto. Como pagar a multa do TSE para quem não justificou o voto na Eleição

Como pagar a multa do TSE para quem não justificou o voto na Eleição

às 18h35 por

Caso você não tenha votado nas últimas Eleições 2018, em um dos turnos ou ambos, e não justificou sua ausência, será necessário pagar uma multa para não ter seu título de eleitor cancelado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Para facilitar um pouco a vida, agora é possível solicitar o boleto de pagamento via internet, bastando depois apenas apresentá-lo em um cartório eleitoral mais próximo. Como justificar o voto pela internet no site do TSE

Como acompanhar a apuração do 2º Turno das Eleições 2018 no app Resultados

às 12h00 por

O aplicativo Resultados, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), permite acompanhar de forma mais prática o segundo turno das Eleições 2018. Disponível para Android e iOS (iPhone), o app mostra em tempo real o desempenho dos seus candidatos nas urnas (após as 17h). Atualizado, ele está com um design novo e traz, ainda, a possibilidade de ver os resultados do primeiro

Como justificar o voto pela internet no site do TSE

às 12h00 por

Caso não seja possível comparecer ao local de votação nestas Eleições 2018 é necessário justificar o voto, ou mesmo pagar uma pequena multa, para não ter pendências com a Justiça Eleitoral. Neste tutorial, vamos explicar como enviar uma justificativa de ausência pelo site do Tribunal Superior Eleitoral. Como pagar a multa do TSE para quem não justificou o voto na Eleição Segundo o TSE, não há limites de vez

TSE nega pedido do PSOL para restringir WhatsApp até eleições

às 16h21 por

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) negou uma liminar ao PSOL, que solicitava a restrição de recursos do WhatsApp até domingo (28), data do segundo turno das eleições. O partido argumentava que a medida era necessária para evitar a disseminação de notícias falsas. Como funciona o spam no WhatsApp que pode ter beneficiado Bolsonaro

Avaaz promete US$ 100 mil para quem provar fraude eleitoral no Brasil

às 17h32 por

A Avaaz é mais conhecida como uma plataforma de abaixo-assinados que também recebe doações. Agora, a empresa está promovendo o #EleiçõesLeaks, um prêmio de US$ 100 mil para quem fornecer provas concretas de fraude eleitoral no Brasil, que possam levar à condenação de Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT). Como funciona o sp

PSOL quer limitar encaminhamento de mensagens no WhatsApp

às 12h33 por

O PSOL revisou sua ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que pedia a suspensão do WhatsApp até o fim da eleição. Segundo O Globo, o partido agora solicita que a Corte tome as ações necessárias para impedir a disseminação de notícias falsas no aplicativo. Como funciona o spam no Wh

Como funciona o spam no WhatsApp que pode ter beneficiado Bolsonaro

às 11h14 por

A Folha revelou nesta quinta-feira (18) um suposto esquema em que empresas privadas apoiando Jair Bolsonaro (PSL) contratam o disparo de mensagens anti-PT no WhatsApp. Cada contrato chegaria a R$ 12 milhões; a lei eleitoral proíbe doações feitas por empresas. O Ministério Público Eleitoral (MPE) vai apurar o caso, que expõe o funcionamento do spam via WhatsApp.

Carregar mais posts